Internacional

20/7/2013 às 15h43

Comida que provocou a morte de dezenas de crianças na Índia continha inseticida

Investigadores realizaram buscas na casa da diretora da escola, que fugiu após a confirmação das primeiras mortes

Após o incidente, algumas crianças se recusaram a comer a merenda escolar Reuters

Um poderoso inseticida foi encontrado no óleo usado para preparar a refeição que matou por envenenamento 23 crianças em uma escola em Bihar, no leste da Índia, de acordo com um relatório forense divulgado neste sábado (20).

O almoço de lentilhas, batatas e arroz oferecido em 16 de julho aos alunos desta escola foi preparado com um óleo contendo um pesticida organofosforado, de acordo com o relatório de um laboratório forense citado pela polícia de Patna, a capital de Bihar.

Falta de higiene é uma das principais causas de intoxicação alimentar

Alunos indianos se negam a comer na escola após mortes por intoxicação

"Os peritos descobriram a presença de um composto organofosforado em amostras de óleo coletadas na escola onde o almoço foi preparado e consumido por crianças", declarou à imprensa um policial, Ravinder Kumar.

De acordo com Kumar, os especialistas também descobriram que "a substância tóxica" encontrada nas amostras de óleo apresentava uma concentração "cinco vezes maior do que a concentração de preparação comercial (do insecticida em questão) disponível na mercado".

Pelo menos vinte e três crianças da aldeia de Gandaman, com idades entre quatro e 12 anos, morreram em consequência do envenenamento. A maioria foi enterrada em um campo de futebol ao lado da escola primária onde foi servida a refeição gratuita — para muitos estudantes pobres, a sua única refeição do dia.

Vinte e quatro outras crianças e um cozinheiro que também foram intoxicados permanecem internados neste sábado, mas os médicos disseram que suas vidas não estavam em perigo.

Sobe o número de crianças mortas por merenda contaminada na Índia 

Protestos eclodem na Índia após morte de crianças por merenda contaminada

O policial não quis se pronunciar sobre se o inseticida foi colocado deliberadamente na comida.

"É a investigação que deve determinar como e onde esta substância tóxica foi misturada ao óleo", declarou.

A polícia indicou sexta-feira (19) que investigava para saber se a refeição foi envenenada propositalmente, ou se foi acidental.

Investigadores realizaram buscas na casa da diretora da escola, que fugiu após a confirmação das primeiras mortes.

"Nós encontramos sacos de fertilizantes e pesticidas em cima de sacos de batata e arroz", declarou à AFP um oficial da polícia.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

 

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Mergulho no lixo

Ativistas do freeganismo se alimentam de comidas jogadas fora

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotografia

Ensaio traz à tona "fantasmas" da desindustrialização nos EUA

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!