Internacional

12/2/2013 às 07h50 (Atualizado em 12/2/2013 às 09h02)

Obama define como "altamente provocativo" teste nuclear norte-coreano

Para presidente americano, norte-americanos aumentam o perigo de proliferação de armas nucleares

EFE

Para Obama, Coreia do Norte é um lugar cada vez mais isolado Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, condenou nesta terça-feira (12) o novo teste nuclear realizado pela Coreia do Norte, que classificou como uma "ação altamente provocativa" que atenta contra a segurança na região.

Em comunicado, Obama se refere ao terceiro teste nuclear do governo de Pyongyang, que se soma aos lançamentos de vários mísseis balísticos. Com a ação, a "Coreia do Norte viola as obrigações que várias resoluções do Conselho de Segurança das Nações Unidas lhe impõem", transgride os acordos regionais a respeito e aumenta o perigo de proliferação de armas nucleares, afirma Obama.

Além disso, as armas nucleares que a Coreia do Norte exibe e seu programa de mísseis balísticos constituiriam uma "ameaça para a própria segurança nacional dos Estados Unidos" e para a "paz e segurança mundiais", acrescenta a nota.

O governo de Washington permanecerá "vigilante" diante das "provocações" norte-coreanas e "firme em nosso compromisso de defesa de nossos aliados na região", enfatiza o texto.

— Essas provocações não fazem da Coreia do Norte uma nação mais segura. Longe de alcançar seu objetivo de se transformar em um país forte e próspero, a Coreia do Norte é um lugar cada vez mais isolado e com uma população mais empobrecida, devido a sua imprudente busca de armas de destruição em massa.

País precisa de 5 anos para virar potência

Reino Unido condena teste norte-coreano

Seul: "Teste nuclear é ameaça inaceitável"

O pais asiático informou hoje que realizou "com sucesso" seu anunciado terceiro teste nuclear, depois dos anteriores em 2006 e 2009.

O regime comunista confirmou seu ensaio atômico depois que o governo da vizinha Coreia do Sul o fez, ao detectar um terremoto de cerca de 5 graus na escala Ritcher no condado de Kilju, que abriga a base de Punggye-ri, onde teria acontecido a detonação.

A Coreia do Norte destacou que o teste nuclear de hoje foi "de nível mais elevado" que os anteriores, e que conseguiu reduzir o tamanho e o peso da bomba, o que aparentemente indica que o país deu um passo à frente rumo a seu objetivo de equipar seus mísseis balísticos com cabeças atômicas.

O Conselho de Segurança da ONU realizará hoje uma reunião de emergência, a pedido da Coreia do Sul, para tratar a decisão de Pyongyang.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

  • Espalhe por aí:

Veja também

Todas as notícias
Publicidade

Vitrine de ofertas

Compartilhe
Mergulho no lixo

Ativistas do freeganismo se alimentam de comidas jogadas fora

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Fotografia

Ensaio traz à tona "fantasmas" da desindustrialização nos EUA

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Imagens do ano

Entre sorrisos e lágrimas: veja as imagens mais emocionantes de 2013

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
Compartilhe
Perturbador

Crimes brutais chocaram o mundo em 2013. Veja os casos mais macabros

  • Compartilhe no Facebook
  • Compartilhe no Twitter
  • Compartilhe no Google Plus
  • Últimas de Internacional

  • Últimas de Notícias

X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!