• Twitter Created with Sketch.

Minas Gerais

Contra a Fifa e serviço de ônibus, 12 mil manifestantes fecham a praça Sete em Belo Horizonte

Jovens deitaram na pista para impedir a circulação de ônibus

Enzo Menezes, do R7 MG

Manifestantes concentrados no quarteirão fechado da rua Rio de Janeiro, no centro de BH, fecharam o trânsito na Praça Sete às 13h30 desta segunda-feira (17). Jovens se deitaram no encontro das avenidas Afonso Pena e Amazonas para impedir a passagem dos veículos.

Concentração teve início às 12h, no quarteirão fechado da Rio de Janeiro
Concentração teve início às 12h, no quarteirão fechado da Rio de Janeiro Movimento Câmara Transparente BH / Divulgação

Inicialmente, apenas a pista no sentido centro-Mangabeiras foi interrompida por cerca de 8.000 manifestantes, que se organizaram para rodear o monumento e impedir o trânsito também na Amazonas. Com isso, vias do entorno, como a Espírito Santo, a praça da Rodoviária e o Complexo da Lagoinha sofreram reflexos.

Com a tomada da praça, mais pessoas aderiram ao movimento, que chega a reunir 12 mil pessoas. Segundo a PM, somente 1.000 manifestantes se concentram no local. Às 14h, o grupo se organizou na Afonso Pena para seguir em direção ao Mineirão, na Pampulha.

Protesto pacífico por falta de ônibus provoca 13 km de congestionamento na BR-040

O grupo, formado em sua maioria por jovens sem vinculação partidária, se organizou pelas redes sociais. Cerca de 15 mil confirmaram presença em um dos eventos no Facebook.

O grupo defende várias bandeiras, como a qualidade do serviço de ônibus, e critica as exigências feitas pela Fifa para a cidade sediar a Copa das Confederações. A pretensão é seguir para o entorno do Mineirão, onde trabalhadores do Sind-UTE se concentram próximo à Igreja de São Francisco de Assis. Na Pampulha, PM e Exército reforçam a segurança para a partida entre Taiti e Nigéria.

Outro alvo do protesto é a decisão do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, por meio do desembargador Carlos Augusto de Barros Levenhagen, que proibiu manifestações que atrapalhassem o trânsito durante a Copa das Confederações e estipulou multa de R$ 500 mil por dia para entidades que desobedecessem a liminar.

A Polícia Militar está no entorno do local, auxiliando os motoristas a desviarem da praça Sete. Viaturas acompanham o trajeto dos manifestantes, e não há registro de conflitos.

  • Espalhe por aí:
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log