Brasília Anderson Torres afirma que voltará ao Brasil para se entregar à Justiça e apresentar defesa

Anderson Torres afirma que voltará ao Brasil para se entregar à Justiça e apresentar defesa

O ministro do STF Alexandre de Moraes determinou a prisão do ex-secretário de Segurança Pública do Distrito Federal

  • Brasília | Camila Costa, do R7, em Brasília

O ex-secretário de Segurança Pública do DF Anderson Torres

O ex-secretário de Segurança Pública do DF Anderson Torres

Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil - Arquivo

O ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-secretário de Segurança Pública do DF Anderson Torres, que está passando férias nos Estados Unidos, afirmou nesta terça-feira (10) que voltará ao Brasil para se apresentar à Justiça e cuidar da sua defesa.

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou a prisão de Torres, e a Polícia Federal cumpriu mandado de busca e apreensão na casa dele nesta terça-feira (10).

Torres foi exonerado da Secretaria de Segurança Pública do DF no domingo (8), após atos de vandalismo nas sedes dos Três Poderes, em Brasília.

Exoneração

A exoneração de Torres foi divulgada no Diário Oficial do DF dessa segunda-feira (9). A publicação oficializa o anúncio feito pelo governador afastado, Ibaneis Rocha (MDB), no fim da tarde de domingo (8), horas após manifestantes terem invadido o Congresso Nacional, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto.

Vândalos depredaram as sedes, quebraram objetos e obras de arte e roubaram itens do patrimônio público. Diante o cenário, o presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), determinou intervenção federal na segurança pública do DF.

Últimas