Brasília Carro com R$ 73,8 mil em dívidas é apreendido em Brazlândia, no DF

Carro com R$ 73,8 mil em dívidas é apreendido em Brazlândia, no DF

Veículo acumula R$ 72,4 mil só em multas de trânsito; Detran flagrou 457 motoristas dirigindo embriagados no fim de semana 

  • Brasília | Priscila Mendes, Do R7, em Brasília

GM Astra foi recolhido ao depósito do Detran-DF durante operação em Brazlândia

GM Astra foi recolhido ao depósito do Detran-DF durante operação em Brazlândia

Detran-DF/Divulgação

Agentes do Detran (Departamento de Trânsito do Distrito Federal) recolheram em Brazlândia, no último domingo (12), um Astra com R$ 73.871,73 em débitos, sendo R$ 72.424,87 somente em multas de trânsito. O carro foi levado ao depósito e só poderá ser retirado pelo proprietário após a quitação total da dívida. 

De acordo com o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), o veículo removido a qualquer título e não procurado pelo proprietário dentro do prazo de 60 dias, contados a partir da data de recolhimento, será avaliado e levado a leilão.

Durante a mesma ação, 457 motoristas foram autuados por dirigirem após o consumo de bebida alcoólica e 13 veículos foram levados ao depósito. Um dos condutores chegou a ser levado à delegacia. 

As operações de fiscalização ocorreram na Asa Norte, Brazlândia, Sobradinho e Taguatinga, entre a madrugada de sexta-feira (10) e a última segunda-feira (13). 

Imprudência

A cada duas horas, um motorista tem a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa na capital federal. Os dados são do Detran-DF, que suspendeu 4.254 CNHs entre janeiro e outubro deste ano. 

De acordo com o órgão, entre os principais motivos para a suspensão estão a direção sob influência de álcool e a recusa ao teste do bafômetro ou perícia para checagem de alcoolemia.  

A partir de 2022, o Detran-DF pretende adotar os procedimentos previstos na Resolução nº 723, de 2018, do Contran. A norma autoriza a suspensão da CNH a partir da NP (Notificação de Penalidade). Atualmente, a suspensão ocorre somente após a aplicação da multa. 

Últimas