Brasília Celular de repórter é encontrado perto de local em que ele foi esfaqueado

Celular de repórter é encontrado perto de local em que ele foi esfaqueado

Aparelho tinha desaparecido após a agressão à faca e será periciado; no ataque, criminosos deixaram carteira dele para trás

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Gabriel Luiz, 29 anos, foi esfaqueado quando voltava do supermercado

Gabriel Luiz, 29 anos, foi esfaqueado quando voltava do supermercado

Reprodução/redes sociais - 15.04.2022

A Polícia Civil encontrou o celular do jornalista Gabriel Luiz próximo ao local onde ele foi atacado à faca na noite desta quinta-feira (14), no Sudoeste, área nobre de Brasília. O aparelho foi encaminhado para perícia. A carteira dele, com dinheiro e documentos, não foi levada pelos agressores.

O ataque ao jornalista da TV Globo é investigado pela 3ª Delegacia de Polícia (Cruzeiro). Câmeras de segurança registraram o momento em que dois homens se aproximaram do jornalista, por volta das 23h15, antes do ataque. A polícia tenta identificar os suspeitos.

Esfaqueamento

Gabriel foi alvo de pelo menos dez facadas quando deixava o estacionamento de um supermercado e seguia para casa. Ele foi atingido no abdômen, pescoço, pulsos e perna e teve uma forte hemorragia. Mesmo ferido, ele conseguiu pedir ajuda ao porteiro do prédio onde mora, que chamou o socorro.

Resgatado pelo Corpo de Bombeiros, o jornalista foi levado para o Hospital de Base, onde passou por cirurgias, que conseguiram estancar os sangramentos. Pela manhã, ele ainda passou por mais uma operação em uma das mãos. Em seguida, foi transferido para a UTI. Apesar de grave, o quadro de saúde dele é considerado estável.

Últimas