STF

Brasília Com avanço da Covid, STF restringe presença de público no prédio

Com avanço da Covid, STF restringe presença de público no prédio

Nas últimas duas semanas, foram confirmados 53 novos casos do vírus entre servidores e colaboradores do Tribunal

  • Brasília | Victória Olímpio e Renato Souza, do R7, em Brasília

Fachada do Supremo Tribunal Federal (STF)

Fachada do Supremo Tribunal Federal (STF)

GDF/Divulgação

Com o avanço dos casos positivos de Covid-19 no Distrito Federal, o Supremo Tribunal Federal (STF) anunciou a restrição da presença de público no prédio da Corte. As medidas estavam em vigor, mas vinham sendo flexibilizadas com a redução dos casos. No entanto, as restrições de circulação voltaram a ser aplicadas na segunda-feira (6).

Em nota, o STF informou que restringiu o acesso às dependências do restaurante do STF pelo público externo, assim como visitações públicas e a permanência de público externo nas dependências da Biblioteca e do Museu.

Também não haverá atendimento presencial na Secretaria de Serviços Integrados de Saúde (SIS) na modalidade eletiva para o público externo. Somente servidores e colaboradores registrados estarão liberados para circular pelo STF.

Nas últimas duas semanas, foram confirmados 53 novos casos do vírus entre servidores e colaboradores do Tribunal. Segundo a Fiocruz, a média de novos casos subiu para 273 por 100 mil habitantes, considerando a população do DF de 3.094.325 residentes.

Últimas