Eleições 2022

Brasília Diretório Nacional do Cidadania aprova federação com o PSDB

Diretório Nacional do Cidadania aprova federação com o PSDB

Por enquanto, partido mantém a pré-candidatura do senador Alessandro Vieira à Presidência da República nas eleições de 2022

  • Brasília | Priscila Mendes e Isabella Macedo do R7, em Brasília

Alessandro Vieira (direita) continua sendo candidato à Presidência da República pelo Cidadania

Alessandro Vieira (direita) continua sendo candidato à Presidência da República pelo Cidadania

Marcos Oliveira/Agência Senado

O Diretório Nacional do Cidadania aprovou, neste sábado (19), a federação com o PSDB durante votação em dois turnos. Por enquanto, o partido mantém o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) como pré-candidato à Presidência da República nas eleições de 2022.



Os filiados ao Cidadania votaram para escolher entre PSDB, PDT e Podemos. No primeiro turno, o PSDB recebeu 54 votos, o PDT, 37, e o Podemos, 14, com 5 abstenções. Já no segundo turno, a disputa ficou entre PDT e PSDB. Mas a maioria, 56 votos, decidiu por uma aliança pelos próximos quatro anos com os tucanos. O PDT ainda recebeu 47 votos e houve 7 abstenções.

A partir de agora, a Comissão de Entendimento Político do Cidadania vai aprofundar a negociação sobre as regras da federação com o PSDB.

"A pré-candidatura foi mantida por unanimidade e a opção pela tentativa de federação com o PSDB atingiu o número mínimo de votos. Faz parte da democracia entender isso e seguir trabalhando pelo futuro do Brasil", disse o senador Alessandro Vieira.

Regulamentado pelo STF

A instituição das federações partidárias foi regulamentada pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Essa aliança terá vigência por prazo indeterminado, e os partidos federados conservam nome, sigla, número e filiados, bem como o acesso aos recursos do Fundo Partidário ou do Fundo Eleitoral. Também não se altera o dever de prestar contas dos recursos públicos que receberem.

Últimas