Brasília Feminicídio: PCDF prende suspeito de matar mulher com 59 facadas

Feminicídio: PCDF prende suspeito de matar mulher com 59 facadas

Autor manteve relacionamento com vítima e tinha histórico de agressões. Casal brigou duas vezes no dia do crime, diz polícia

  • Brasília | Elijonas Maia, da Record TV

Suspeito de feminicídio e vítima, horas antes do crime, em Samambaia

Suspeito de feminicídio e vítima, horas antes do crime, em Samambaia

Reprodução

Investigadores da 26ª Delegacia de Polícia (Samambaia Norte), no Distrito Federal, prenderam na manhã desta quarta-feira (8) o suspeito do feminicídio de Drielle Ribeiro, de 34 anos, morta com 59 facadas na madrugada da última segunda-feira (6). Juvenilton Aquino Costa, 36, foi companheiro da vítima, com quem tinha um filho de 7 anos.

O corpo foi encontrado ao lado da estação do Metrô, na quadra 206. De acordo com o delegado responsável pela investigação, Rodrigo Carbone, o casal brigou duas vezes no dia do crime.

“Ele pegou carona na garupa da moto do irmão e pediu para ser deixado em uma estrada perto do Recanto das Emas. E disse que tinha feito ‘uma grande besteira’”, explicou o delegado. O irmão do autor também é investigado por facilitar a fuga.

Imagens exclusivas obtidas pelo R7 e Record TV registraram o casal antes do crime, em uma distribuidora de bebidas de Samambaia. Em outro momento, câmeras de segurança flagraram o autor logo após o crime, na fuga com o irmão.

Familiares contaram à reportagem que Drielle mantinha um relacionamento conturbado com o suspeito. Que ela era vítima de perseguições. Na delegacia, constatou-se que a vítima denunciou o companheiro por diversos crimes, como injúria, lesão corporal e ameaça.

Drielle chegou a solicitar medidas protetivas, mas foram descumpridas pelo acusado posteriormente. A polícia diz que o autor já foi preso por agressões contra a vítima e ficou com tornozeleira eletrônica por três meses.

Esse é o 25º feminicídio registrado no DF em 2021. Em todo o ano passado foram 17.

Últimas