Brasília GDF retoma concurso para escolher projeto do Museu da Bíblia 

GDF retoma concurso para escolher projeto do Museu da Bíblia 

A proposta vencedora do estudo preliminar que servirá de base para o projeto executivo do prédio vai ser premiada em R$ 122 mil

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

O concurso que vai selecionar o projeto arquitetônico do Museu Nacional da Bíblia em Brasília foi retomado nessa quarta-feira (1º/9). O edital retificado foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) e é assinado pelo secretário de Cultura, Bartolomeu Rodrigues. Com a retificação do edital, o concurso pode ser relançado. O prazo para envio de propostas agora vai até 15 de setembro.

A medida foi viabilizada pela decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, que reconheceu o pedido de recurso do Governo do Distrito Federal (GDF) e derrubou a decisão liminar da Justiça do DF que impedia a continuidade do certame. 

A seleção foi lançada em julho deste ano. Pelo edital, a proposta vencedora do estudo preliminar que servirá de base para o projeto executivo do prédio vai receber o prêmio de R$ 122 mil. O projeto do governo indica que o museu será construído no Eixo Monumental, em um lote de 7,5 mil m², próximo à Estrada Parque Indústrias de Abastecimento (Epia), entre o Cruzeiro e o Setor Militar Urbano (SMU), e terá capacidade para 50 mil pessoas. O custo é estimado em R$ 63 milhões.

O deputado distrital Rodrigo Delmasso (Republicanos) comemorou a retomada do edital. "É uma vitória não só para o governo, mas para a cidade também, é uma vitória contra intolerância religiosa", ponderou. Para o parlamentar, a construção do Museu vai trazer benefícios sociais e culturais para o DF. "Vai gerar centenas ou até mesmo milhares de empregos para o DF", afirmou Delmasso, que também aposta no turismo relegioso.

"A expectativa da gente é receber de 30 mil a 40 mil  visitantes por mês", diz. "É um movimento em que se demonstra a valorização do livro mais lido do mundo, que se perpetua o cristianismo no mundo, tem sua relevância cultural". 

Edital para projeto do prédio do Museu da Bíblia foi retomado

Edital para projeto do prédio do Museu da Bíblia foi retomado

Arquitetos de Brasília

O governo destacou que a construção tem valor histórico e cultural, já que a edificação teria sido idealizada pelo arquiteto Oscar Niemeyer e tem a construção prevista desde 1995. 

Segmento evangélico

Para o deputado federal Julio Cesar Ribeiro (Republicanos-DF), a construção do museu será a realização de “um sonho do segmento evangélico”. “É um local onde as pessoas poderão se reunir independente da bandeira religiosa, para falar com Deus, ter um ponto de referência. Ter o Museu da Bíblia, administrado pela Sociedade Bíblica do Brasil, a maior editora de bíblias do nosso país, é algo muito importante, que há muito tempo estava nos planos e pode se tornar realidade”, comentou.

“Vamos receber visitantes de todo o país, querendo conhecer, na capital federal, o Museu da Bíblia. É o livro mais antigo e norteador da vida de milhares de pessoas. E o Eixo Monumental é um ponto de referência. Não existe um local melhor para colocar o museu. “Quem não vai querer parar ali, para tirar alguns minutos e ler a bíblia? Estou muito feliz com a decisão do presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, que liberou o andamento da obra do Museu da Bíblia”, completou.

A críticos da obra, o parlamentar afirmou que os setores da sociedade devem buscar, junto a parlamentares e ao governo federal recursos para atender seus pleitos, como fez o segmento evangélico no caso do museu. “Vi gente reclamando que o dinheiro poderia ser investido em outras coisas. O Conselho de Cultura tem que ir atrás do governo federal, dos parlamentares, para a reforma dos monumentos que acharem importantes. Vejo certa intolerância religiosa. O segmento evangélico luta por algo importante para a população”, disse.

Eixo Monumental

De acordo com o secretário de Cultura do GDF, Bartolomeu Rodrigues, “o Museu Nacional da Bíblia será construído no segmento inicial do Eixo Monumental, à porta de entrada do Plano Piloto”. “Esta localização por si já justifica que busquemos o melhor projeto entre os que podem ser fornecidos por nossos profissionais que atuam no mercado brasileiro”, afirmou o chefe da pasta na página criada para que arquitetos registrem os projetos que disputarão o concurso.

“Não temos dúvida de que os arquitetos brasileiros, reconhecidos mundialmente por sua criatividade, saberão responder ao chamado e apresentar propostas à altura do que a população do DF espera e merece. A escolha pelo concurso de projetos é uma clara opção de busca de qualidade, o que nem sempre é viabilizado quando são realizadas outras formas de licitação de projetos”, explicou.

Últimas