Brasília Homem é condenado a prisão por assasinar mulher com mata-leão

Homem é condenado a prisão por assasinar mulher com mata-leão

O feminicídio aconteceu em julho de 2020, em Santa Maria (DF); homem atacou a vítima e alegou legítima defesa

  • Brasília | Marcela Cunha*, do R7, em Brasília

O homem atacou a namorada durante briga e alegou legítima defesa

O homem atacou a namorada durante briga e alegou legítima defesa

Pixabay/Reprodução

Um homem que assassinou a companheira de 25 anos o com mata-leão foi condenado a 18 anos e 8 meses de reclusão em regime inicialmente fechado pelo Tribunal do Júri de Santa Maria. O feminicídio ocorreu em 25 de julho de 2020, em Santa Maria (DF).

Durante uma briga, ele atacou a vítima com o golpe no pescoço. Inicialmente, ele disse à Polícia que a mulher havia sido agredida em um assalto. Depois admitiu que cometeu o crime, mas alegou legítima defesa.

Os jurados reconheceram as qualificadoras apontadas pelo Ministério Público: asfixia e feminicídio. A pena foi aumentada porque o crime foi cometido diante do filho da vítima, na época com quatro anos de idade.

Como denunciar situações de violência contra a mulher?

Se você sofre ou presenciou algum tipo de violência contra as mulheres, denuncie. Existem diversos serviços e instituições que podem prestar o atendimento e o apoio necessários para romper o ciclo da violência.

A Secretaria de Segurança Pública do DF possui canais de atendimento que funcionam 24 horas. As denúncias e ocorrências podem ser realizadas pelos seguintes meios:

• Telefones 197 (Polícia Civil) ou 190 (Polícia Militar)
• E-mail denuncia197@pcdf.df.gov.br
Delegacia eletrônica (clique para acessar)
• WhatsApp (61) 98626-1197

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro

Últimas