Brasília Homem mata conhecido com 59 facadas e dorme ao lado do corpo da vítima no DF 

Homem mata conhecido com 59 facadas e dorme ao lado do corpo da vítima no DF 

O assassinato aconteceu na Granja do Torto em 16 de junho; suspeito foi trabalhar normalmente no dia seguinte após o crime

  • Brasília | Luiz Calcagno, do R7, em Brasília

Investigadores apreenderam a arma usada no crime

Investigadores apreenderam a arma usada no crime

Polícia Civil/Divulgação - 25.07.2022

A Polícia Civil do Distrito Federal prendeu nesta segunda-feira (25) um homem de 20 anos suspeito de matar um idoso com 59 facadas e dois golpes de enxada na cabeça. Após o assassinato, o suspeito ainda teria dormido ao lado da vítima, que tinha 60 anos, e ido trabalhar normalmente. Os policiais souberam do fato dois dias depois, quando vizinhos notaram a ausência do idoso e resolveram acionar a polícia. 

O assassinato aconteceu na Granja do Torto em 16 de junho. Depois de trabalhar, o suspeito, que era ajudante de obras, pegou o pagamento do dia e fugiu. De acordo com a polícia, ele tinha sido expulso de casa e estava morando com a vítima havia cerca de uma semana quando cometeu o crime.

O homem, que não teve o nome revelado, confessou o crime. Segundo a polícia, ele disse que matou o idoso em defesa da sua honra e por estar embriagado.

Ele já tem passagens por ameaça, resistência, desacato e desobediência, e responderá, inicialmente, por homicídio triplamente qualificado — por meio cruel, impossibilidade de defesa da vítima e motivo fútil. A pena para o crime pode variar de 12 a 30 anos.

Últimas