Brasília Lula se reúne com Rui Falcão e Marta Suplicy em meio à disputa pela Prefeitura de São Paulo

Lula se reúne com Rui Falcão e Marta Suplicy em meio à disputa pela Prefeitura de São Paulo

Presidente quer ex-prefeita como vice de Guilherme Boulos, uma vez que o PT não vai ter candidato próprio na capital paulista

  • Brasília | Plínio Aguiar, do R7, em Brasília

Lula vai atuar como cabo eleitoral nas eleições

Lula vai atuar como cabo eleitoral nas eleições

Ricardo Stuckert/PR - 19.12.2023

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reuniu na manhã desta segunda-feira (8) com Rui Falcão, deputado federal e ex-presidente do PT, Marta Suplicy e o marido dela, o empresário Márcio Toledo. O encontro ocorreu no Palácio do Planalto, em Brasília, e em meio às negociações para a ex-prefeita de São Paulo ser vice da chapa de Guilherme Boulos à Prefeitura da capital paulista neste ano.

Lula quer Suplicy como vice de Boulos e tem atuado diretamente para a medida ocorrer de fato. Atualmente, a ex-prefeita é secretária municipal de Relações Internacionais de São Paulo, na gestão de Ricardo Nunes, que vai tentar a reeleição. Devem concorrer ainda ao pleito os deputados Ricardo Salles, Kim Kataguiri e Tabata Amaral.

Questionado se está confiante de que Marta Suplicy vai ser vice de Boulos, Falcão respondeu: "Vê pelo meu sorriso o que vocês acham". Lula também tenta atrair a ex-prefeita de volta para o PT. "Cabe à ela decidir", disse Falcão. O ex-presidente do partido afirmou também que a prerrogativa de indicar o cargo de vice na chapa de Boulos é do PT, e a legenda busca preferencialmente uma mulher.

Clique aqui e receba as notícias do R7 no seu WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo WhatsApp
Compartilhe esta notícia pelo Telegram
Assine a newsletter R7 em Ponto

De acordo com levantamento feito pelo Paraná Pesquisas e divulgado no final do ano passado, Nunes encostou em Boulos na disputa pela prefeitura da maior cidade do país. Nos três cenários estimulados (em que os nomes dos candidatos são apresentados ao eleitor), os dois aparecem empatados tecnicamente, pela margem de erro.

Como mostrou o R7, ainda em 2023, Lula deu largada à campanha eleitoral das eleições de 2024, e o PT estuda lançar pré-candidatos em ao menos 13 capitais do Brasil. Até agora, estão definidas candidaturas para Porto Alegre (RS), Belo Horizonte (MG), Vitória (ES), João Pessoa (PB), Fortaleza (CE), Goiânia (GO), Campo Grande (MS), Aracaju (SE), Maceió (AL), Natal (RN) e Teresina (PI).

Integrantes do partido e o próprio presidente avaliam que a disputa deste ano será polarizada, mais uma vez, entre o atual mandatário e o ex-presidente Jair Bolsonaro, com seus respectivos candidatos.

Além disso, o PT não deve ter candidatos nas duas maiores cidades do país — São Paulo e Rio de Janeiro —, e sim fazer alianças com outros partidos nesses locais. No caso da capital paulista, Lula vai atuar como cabo eleitoral de Guilherme Boulos, do PSOL. O primeiro evento dos dois juntos no mesmo palanque ocorreu durante a entrega de uma obra habitacional, em 16 de dezembro.

No Rio de Janeiro, o partido estuda apoiar a reeleição de Eduardo Paes (PSD) e mira a vaga de vice-prefeito. As negociações continuam, mas o martelo ainda não foi batido. O mesmo quadro deve se repetir no Recife, com João Campos (PSB). O lugar de vice também não foi planejado e é cobiçado pelos petistas.

O PT está disposto a fazer alianças com vistas às eleições de 2024. Entre os partidos cogitados, estão Rede, PSOL, PCdoB, PV, PSB, MDB, PDT e até mesmo o PL, do ex-presidente Jair Bolsonaro. Esse último caso, porém, vai depender da trajetória do candidato, segundo o coordenador do grupo de trabalho eleitoral.

Últimas