Brasília Operação da PF fecha 141 empresas clandestinas de segurança privada

Operação da PF fecha 141 empresas clandestinas de segurança privada

Fiscalização ocorre em todo o país para garantir que apenas profissionais autorizados sejam empregados no setor

  • Brasília | Renato Souza, do R7, em Brasília

Viaturas da Polícia Federal estacionadas durante operação realizada pela corporação

Viaturas da Polícia Federal estacionadas durante operação realizada pela corporação

Divulgação/PF

A Polícia Federal fechou 140 empresas clandestinas que atuavam em segurança privada no país. A ação faz parte da Operação Segurança Legal IV, que foi deflagrada na quinta-feira (1) para combater ilegalidades no setor.

Em 24 horas, foram realizadas 451 inspeções em empresas que oferecem este tipo de serviço. Todas que estavam funcionamento sem autorização foram fechadas.

Além dos fechamentos, três armas foram apreendidas e duas pessoas foram presas em flagrante. Entre os locais inspecionados estão casas noturnas, comércios, condomínios, unidades de ensino particular e outras áreas

No Brasil, é necessário autorização da Polícia Federal para atuar na área de segurança privada. Os funcionários destas empresas passam por avaliação de antecedentes criminais, treinamento de tiro e procedimentos de contenção de distúrbios, além de passarem por avaliação física e psicológica.

Sem o credenciamento da empresa junto a corporação, nenhum desses requisitos podem ser avaliados, o que coloca em risco a segurança da população.

Últimas