Brasília PF abre inquérito para investigar ameaças contra diretores da Anvisa

PF abre inquérito para investigar ameaças contra diretores da Anvisa

Pessoa ameaça matar servidores se vacinação contra a Covid para crianças entre 5 e 11 anos for aprovada

  • Brasília | Sarah Teófilo, do R7, em Brasília

Servidores da Anvisa foram ameaçados

Servidores da Anvisa foram ameaçados

Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Superintendência Regional da Polícia Federal do Distrito Federal instaurou inquérito para apurar ameaças de morte sofridas por diretores da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). As ameaças, enviadas por email, foram fomentadas pela possibilidade de liberação da vacina contra Covid-19 a crianças entre 5 e 11 anos.

No dia 29 de outubro, a agência informou que um morador do estado do Paraná enviara à entidade um email no qual ameaçava matar os cinco integrantes da diretoria colegiada caso fosse aprovada a vacinação. Ele havia dito que "quem ameaçar, quem atentar contra a segurança física do meu filho: será morto". 

"Por identificar uma ameaça contra a saúde e integridade física do meu filho nessas 'vacinas' experimentais, estou tomando a difícil atitude de retirá-lo do ambiente escolar para preservar sua segurança. (...) Isso não é uma ameaça. É um estabelecimento. Estou lhes notando por escrito porque não quero reclamações depois", escreveu.

No último dia 3, a agência informou que funcionários haviam sido novamente ameaçados. Dessa vez, segundo a Anvisa, de forma anônima – aparentemente, o autor das novas mensagens não é o mesmo da primeira ameaça. Servidores, diretores, funcionários terceirizados da Anvisa e até familiares foram alvo da nova intimidação.

De acordo com a Anvisa, foram acionados o Ministério Público Federal (MPF), os ministérios da Justiça, da Saúde e da Casa Civil, o Supremo Tribunal Federal (STF) e as presidências da República, do Senado e da Câmara dos Deputados. Também foram notificados o MP do Paraná e as secretarias de Segurança Pública do estado e do Distrito Federal.

Últimas