Brasília Polícia apreende facão e soco-inglês em briga ao lado de escola no DF

Polícia apreende facão e soco-inglês em briga ao lado de escola no DF

Militares faziam patrulhamento na região quando se depararam com confusão generalizada; três jovens foram levados à DCA

  • Brasília | Jéssica Moura, do R7, em Brasília

Facão e soco-inglês apreendidos durante briga entre alunos

Facão e soco-inglês apreendidos durante briga entre alunos

Polícia Militar/Divulgação

Mais um caso de violência que envolveu estudantes no Distrito Federal foi registrado nesta quarta-feira (4). A Polícia Militar apartou uma briga generalizada entre alunos do Centro de Ensino Fundamental 4 de Planaltina, ao lado do colégio, no período da tarde. A corporação encontrou um facão e um soco-inglês com canivete com os jovens.

Os militares faziam o patrulhamento ostensivo a pé, próximo à Feira Permanente, quando foram chamados para controlar a confusão ao lado da biblioteca Lobato. Ao chegarem ao local, os policiais se depararam com a discussão entre os adolescentes e encontraram as armas com três deles. Eles foram levados para a Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA).

A Secretaria de Educação confirmou que o trio está matriculado no CEF 4.

Plano de Paz

Em abril, depois de uma sequência de casos de agressão que envolveram estudantes nas proximidades de escolas, a pasta anunciou um "plano de paz" para evitar novos episódios violentos. A princípio, a iniciativa foi implementada em 126 escolas com mais registros de brigas, segundo o GDF. 

A secretária Hélvia Paranaguá informou que o plano emergencial abrange a articulação entre várias pastas do governo, com a previsão de que a Justiça faria visitas às famílias. A Secretaria da Segurança monitora as redes sociais para verificar a marcação de brigas, e o Batalhão Escolar tem atuado revistando mochilas dos estudantes.

"Os alunos ficaram um ano e meio enclausurados em casa, isso trouxe um prejuízo pessoal muito grande. A gente precisa entrar, ver as causas. É um trabalho não só coletivo, mas trabalhando o indivíduo, precisa desse olhar sobre cada estudante, quais são suas angústias, os problemas familiares que está passando", diz a secretária.

Nesta quarta, Hélvia e o governador Ibaneis Rocha estiveram em Planaltina, no momento em que a briga ocorreu.

Casos de violência

Em março, três situações de violência aconteceram em São Sebastião. Uma mulher apontou uma arma para o rosto de uma estudante em frente ao Centro Educacional São Francisco no dia 22 daquele mês. Na mesma data, um aluno de 15 anos esfaqueou uma colega de 14 anos no Colégio Fundamental do Bosque. Dias antes, três homens assaltaram um ônibus escolar.

Na mesma época, jovens trocaram socos e chutes em frente ao Centro de Ensino Médio 01, em Brazlândia. Um estudante foi esfaqueado depois de uma briga com outro jovem no Centro de Ensino Médio 3, em Ceilândia. Em 9 de março, quatro adolescentes foram filmados brigando no pátio de uma escola em Santa Maria.

Últimas