Brasília Uso de serviço de bicicletas compartilhadas cresce 60% no DF

Uso de serviço de bicicletas compartilhadas cresce 60% no DF

A estação do Parque da Cidade é a mais disputada e são mais de 355 'rosinhas' espalhadas pela região central da capital federal 

  • Brasília | Paloma Castro*, do R7, em Brasília

Homens usando bicicletas compartilhadas

Homens usando bicicletas compartilhadas

Divulgação: Secretaria de Transporte e Mobilidade
 

Os brasilienses estão usando cada vez mais as bikes rosas da Tembici. Segundo levantamento da operadora do sistema, o uso das 'rosinhas' cresceu 60% desde quando foram instaladas na capital federal, em outubro de 2021.

São 355 unidades distribuídas em 41 estações no centro de Brasília. A Estação Parque da Cidade é a mais concorrida pelos bicicleteiros, localizada no Setor de Rádio e TV Sul.

Conforme pesquisa da Tembici, é nesta estação que se inicia os 20% dos passeios de todo o sistema da rede na capital federal. Outro ponto disputado é o da estação próxima a Funarte, no Eixo Monumental.


Bikes compartilhadas por todo DF

A Semob (Secretaria de Transporte e Mobilidade) estuda levar as bicicletas compartilhadas para outras regiões administrativas do Distrito Federal, porém o secretário da Semob, Valter Casimiro, explicou que para prosseguir o projeto é preciso de subsídio do governo. 

“As bikes compartilhadas eram muito aguardadas na cidade. Os brasilienses abraçaram o projeto desde o início. Conforme o aumento da demanda e a maturidade do programa, podemos expandir a outros lotes”, destacou a gerente regional da Tembici, Marcella Bordallo. O contrato  prevê o total de 500 bicicletas e 70 estações para serem implantadas.


Tembici para entregadores

São 41 estações localizadas na Asa Sul, Asa Norte e na região central de Brasília. Em Águas Claras, o serviço é exclusivo para entregadores de aplicativo e as bicicletas rosas são elétricas.

Para alugar as bikes e obter mais informações sobre as estações, acesse o site da Tembici ou baixe o aplicativo pelo celular.

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas