Brasília Vídeo: vereador é flagrado pedindo propina a empresário endividado 

Vídeo: vereador é flagrado pedindo propina a empresário endividado 

Empresário prestava serviços a prefeitura de Valparaíso de Goiás; vereador pediu R$ 30 mil para a dívida desaparecer

  • Brasília | Karla Beatryz*, do R7, em Brasília

Um vereador foi flagrado pedindo propina a um empresário em Valparaíso de Goiás, Entorno do Distrito Federal. O registro do momento do crime foi feito pelo empresário, que prestava serviço a prefeitura. As imagens são de 2019, mas só foram reveladas agora.

Na reunião, o político cobra R$ 30 mil para uma dívida do empresário desaparecer. Fernando Viana é dono da funerária Boa Esperança, a única a prestar serviços ao município desde 2012. Em troca da exclusividade, o contrato previa que ele deveria repassar 10% do faturamento mensal à prefeitura, além de oferecer ações gratuitas a comunidades carentes.

A porcentagem acordada não foi paga à Superintendência de Receita Tributária do município, gerando uma dívida de aproximadamente R$ 200 mil. O vereador Paulo Brito (PSC), que na época era fiscal da Superintendência de Serviços de Fiscalização Municipal, afirmou que, se o valor de R$ 30 mil fosse pago, “todos os débitos da empresa do noticiante seriam dados como quitados pelo sistema da prefeitura”.

O registro do crime foi feito pela vítima enquanto o vereador pedia R$ 30 mil

O registro do crime foi feito pela vítima enquanto o vereador pedia R$ 30 mil

Web/Reprodução

Durante a negociação, Brito citou o atual prefeito, Pábio Mossoró, e outros servidores públicos. Fernando Viana afirmou, no vídeo, que o valor cobrado pelo vererador era inviável e que recorreria à justiça para parcelar o valor total da dívida em 48 meses. O político aconselha o homem a não procurar a justiça. “Pode brigar à vontade... Não vai, que você não ganha” afirma.

O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia de Valparaíso de Goiás e na terceira promotoria do Ministério Público. O caso segue em investigação sigilosa.

Resposta

Ao R7, a prefeitura de Valparaíso de Goiás afirmou que o prefeito “não compactua com ilegalidades e jamais demandara trabalho ilícito para uma servidora”. Segundo o governo municipal, caso existam irregularidades, os envolvidos serão responsabilizados.

Confira nota completa:

"O Governo da cidade de Valparaíso de Goiás ressalta que o prefeito, Pábio Mossoró, não compactua com ilegalidades e jamais demandaria trabalho ilícito para uma servidora conforme o que foi publicado em portais e nas redes sociais. O chefe do Poder Executivo Municipal possui total confiança na Superintendente de Receita Tributária, Cleonice Alves Pereira Bernardo, e em sua Secretaria Municipal de Finanças e Planejamento. O gestor ainda destaca que caso exista alguma irregularidade, a Prefeitura realizará apuração e sendo comprovada a denúncia, os envolvidos serão penalizados e responderão na Justiça."

A assessoria do vereaodor Paulo Brito não se manifestou até a atualização mais recente desta matéria. 

*Estagiária sob supervisão de Fausto Carneiro.

Últimas