São Paulo Briga entre torcedores da Mancha Verde e Gaviões da Fiel deixa um palmeirense gravemente ferido

Briga entre torcedores da Mancha Verde e Gaviões da Fiel deixa um palmeirense gravemente ferido

Polícia investiga envolvimento de quarenta pessoas que foram presas no local da confusão

Briga entre torcedores da Mancha Verde e Gaviões da Fiel deixa um palmeirense gravemente ferido

Uma briga entre integrantes da Mancha Alviverde e Gaviões da Fiel terminou com um palmeirense gravemente ferido, por volta das 8h deste domingo (17), em Franco da Rocha, na grande São Paulo. Ao menos quarenta torcedores foram detidos. Assessor de político da cidade também pode estar envolvido no confronto.

De acordo com a Polícia Civil, o enfrentamento aconteceu na estação de trem da cidade, localizada na rua Rua Dona Amália Sestini, no bairro Fazenda Belém. Um grupo de torcedores da Gaviões da Fiel, que voltava de uma festa, realizada no barracão da organizada, em comemoração aos 45 anos da torcida, se encontrou com um grupo da organizada Mancha Alviverde, que se preparava para ir ao estádio do Pacaembu, onde o Palmeiras enfrenta o São Paulo, às 16h00 deste domingo.     

Armados com pedras e pedaços de madeira os torcedores iniciaram uma briga descontrolada. Policiais Militares foram acionados para a ocorrência e conseguiram cercar os integrantes das duas torcidas. Um palmeirense foi encontrado desacordado. Ele foi socorrido e encaminhado para o Pronto Socorro do Hospital Estadual de Franco da Rocha em estado grave. Segundo as primeiras informações, o jovem sofreu afundamento de crânio proveniente de várias pauladas.  

De acordo com o delegado do Distrito Policial de Franco da Rocha, Felipe Carbonari, um dos torcedores do Corinthians se identificou como assessor do vereador de Franco da Rocha, Capá. Em um dos carros onde estavam os integrantes da Gaviões que foram detidos, os policiais encontraram um grande material de campanha do vereador, que concorre ao cargo de deputado estadual. A polícia investiga se ele também participou da briga.   

Os quarenta torcedores detidos serão indiciados por lesão corporal. O delegado Felipe Carbonari está ouvindo os integrantes da Gaviões da Fiel para saber qual deles será indiciado por tentativa de homicídio.   

O torcedor do Palmeiras, que está internado no Hospital Estadual de Franco da Rocha, ainda não foi identificado. Ele estava sem documentos na hora da briga.