Bolsa cai, mas tem 1ª alta semanal desde fevereiro; dólar salta a R$ 5,09

Moeda norte-americana e o principal índice acionário brasileiro interromperam movimentações apresentadas nas últimas três sessões

Ibovespa fechou a semana próximo dos 74 mil pontos

Ibovespa fechou a semana próximo dos 74 mil pontos

Amanda Perobelli/Reuters

Após três sessões seguidas de alta, o Ibovespa, índice de referência do mercado acionário brasileiro, interrompeu a série de ganhos e caiu mais de 5% nesta sexta-feira (27).

Na sessão, o índice caiu 5,5%, aos 73.428,78 pontos, após oscilar da mínima de 73.057,12 pontos à máxima de 77.707,88 pontos. O volume financeiro no pregão somou R$ 23,36 bilhões.

A desvalorização do índice, no entanto, não foi suficiente para interromper a primeira alta semanal do Ibovespa desde meados de fevereiro, com ganhos de 9,48% no período.

A valorização semanal do índice foi apoiada pelas recuperações técnicas e esforço global para conter os efeitos do Covid-19. Durante as cinco semanas negativas, as perdas totais do Ibovespa somaram mais de cerca de 40%.

Dólar

O dólar, por sua vez, interrompeu a sequência de três baixas, saltou 2,22% e voltou a romper a barreira dos R$ 5. Ao final dos negócios nesta sexta-feira, a moeda norte-americana era vendida a R$ 5,106.

No acumulado dos últimos cinco dias, a cotação do dólar ganhou 1,58%, sexta semana consecutiva de alta, o dólar disparou 18,73%.

Na máxima do dia, o dólar se aproximou de R$ 5,13, em um pregão de fortalecimento da divisa frente a rivais emergentes diante de renovados temores sobre o coronavírus.