Economia Bolsa de valores abre em alta na manhã desta quinta-feira

Bolsa de valores abre em alta na manhã desta quinta-feira

Ibovespa, principal indicador acionário do mercado brasileiro, subia 0,24%, a 103.043,74 pontos, nos primeiros negócios 

  • Economia | Do R7, com Reuters

Bolsa abriu em alta

Bolsa abriu em alta

Amanda Perobelli/ Reuters - 25.07.2019

A bolsa de valores operava em alta na manhã desta quinta-feira (6). Às 10h09, o Ibovespa, principal indicador acionário do mercado, subia 0,24%, a 103.043,74 pontos, um dia após o Banco Central reduzir a taxa básica de juros a 2%, com SulAmerica e Totvs entre as maiores altas do Ibovespa após resultados trimestrais positivos.

Leia mais: Onde investir com Selic a 2%? Veja duas estratégias para ganhar mais

A temporada de balanços também direciona a atenção para Banco do Brasil, que teve queda de 25% no lucro líquido recorrente de abril a junho, para R$ 3,3 bilhões, em meio ao aumento das provisões para quase R$ 6 bilhões.

O Copom (Comitê de Política Monetária) do BC (Banco Central) cortou na quarta-feira (5) a taxa básica de juros em 0,25 ponto, em linha com expectativa majoritária do mercado, e manteve a porta aberta para novos ajustes à frente.

Do lado negativo, nesta sessão, o IBGE divulgou que a taxa de desemprego no Brasil ficou em 13,3% nos três meses até junho, a maior taxa de desemprego em três anos, com redução recorde no número de pessoas ocupadas.

No exterior, os futuros acionários norte-americanos mostravam pequenas variações, com dados de auxílio-desemprego semanais ainda elevados e expectativas de novo pacote de estímulos à economia norte-americana. O petróleo, por sua vez, reverteu as perdas e valorizava-se.

O dólar avançava acentuadamente contra o real nos primeiros negócios desta quinta-feira (6), refletindo o corte da Selic a nova mínima histórica de 2% na véspera pelo Copom, em meio a sinais cautelosos de que a porta para mais ajustes nos juros segue aberta.

Ás 9h11, o dólar tinha alta de 1,13%, a R$ 5,3517 na venda, enquanto o contrato mais negociado de dólar futuro tinha alta de 1,13%, a R$ 5,360.

Últimas