Economia Rendimento maior e diário torna Tesouro mais atrativo que poupança

Rendimento maior e diário torna Tesouro mais atrativo que poupança

Atualmente, a poupança rende 70% da taxa básica de juros, a mesma taxa que define a rentabilidade dos títulos públicos

Poupança x Tesouro

Tesouro Selic virou porta de entrada dos poupadores

Tesouro Selic virou porta de entrada dos poupadores

Pixabay

O Tesouro Direto segue como principal opção para os investidores que desejam abandonar a poupança em busca de um rendimento melhor sem correr riscos.

A migração tradicional e porta de entrada aos poupadores que ingressam nos títulos públicos é o Tesouro Selic, que apresenta uma liquidez diária e isenta os investidores da perda de dinheiro caso precisem retirar os recursos antes do vencimento.

Caso realize uma aplicação de R$ 1.000 para ser resgatada em 12 meses, o investidor da poupança acumularia R$ 1.045,50 (+ R$ 45,50), segundo o simulador da corretora Easynvest. No mesmo período, a aposta no Tesouro Selic somaria R$ 1.050,25 (+ R$ 50,25) com a manutenção da taxa básica de juros no atual patamar de 6,5% ao ano.

Ao classificar o Tesouro como a melhor opção aos investidores, o educador financeiro e assessor de investimentos da Turn Wise, Ruan Marins Nogueira, avalia que a aplicação na poupança "já começa perdendo".

Cadastro de investidores no Tesouro cresce 56% em um ano

A afirmação leva em conta o rendimento da aplicação firmada em 70% da taxa básica de juros, Selic, sempre que a taxa figurar abaixo dos 8,5% ao ano. Como atualmente a Selic aparece cotada a 6,5% ao ano, a remuneração da poupança é de 0,5% ao ano + TR (Taxa Referencial).

Nem mesmo a cobrança da alíquota de Imposto de Renda conforme o período de investimento torna a rentabilidade do Tesouro em risco ante à poupança.

Investimento a partir de R$ 30: descubra como é possível

“Apesar de você ter a isenção do Imposto de Renda na poupança, ela rende apenas no aniversário, a cada 30 dias”, destaca Fabio Macedo, diretor comercial da Easynvest.

Rendimento diário

Nogueira explica ainda que a poupança só rende em data de aniversário, o que também impacta na vantagem do Tesouro. "É necessário esperar 30 dias para o dinheiro tenha uma certa rentabilidade. Já o Tesouro, tem uma rentabilidade diária", afirma o educador financeiro.

"A pessoa que aplica R$ 1.000 na poupança no dia 1º e precisa do recurso no dia 15, ela não vai obter o recurso desse período. Ela vai resgatar o valor aplicado e só vai passar a ser beneficiária de um rendimento a partir do dia 1º do mês seguinte”, diz Macedo.

Caixa anuncia taxa zero para investimento no Tesouro Direto

Macedo ainda destaca que a rentabilidade diária faz com que o Tesouro Selic seja utilizado por quem não sabe o momento exato no qual vai precisar sacar os recursos. “Você consegue solicitar resgate em dois cliques”, garante ele.

Outros títulos

Além do Tesouro Selic, os investidores que migrarem para o Tesouro Direto podem optar pelos títulos prefixados ou indexados à inflação. "No programa do Tesouro, você pode fazer uma diversificação de carteira, alternativa que não é possível na poupança", avalia o diretor comercial da Easynvest.

Para Nogueira, é importante apenas saber os objetivos desejados com o dinheiro aplicado. "Antes da pessoa escolher um investimento do Tesouro, ela tem que se atentar aos objetivos dela. Se for no curto prazo, o melhor seria o Tesouro Selic, que tem uma liquidez diária. [...] Se for um longo prazo, o ideal mesmo é o Tesouro IPCA. A pessoa não precisa se preocupar se a inflação está baixa ou disparando", alerta.

Descubra por que o tesouro direto conquista cada vez mais investidores

    Access log