Logo R7.com
Logo do PlayPlus
Publicidade

Último lote de restituição do Imposto de Renda contempla 1,26 milhão com quase R$ 2 bilhões

Rodada de pagamento será disponibilizada no dia 29 de setembro; quem não aparece em nenhuma lista caiu na malha fina

Economia|Do R7


Lote de restituição será pago na próxima sexta-feira
Lote de restituição será pago na próxima sexta-feira

A Receita Federal liberou, às 10h desta sexta-feira (22), a consulta ao quinto e último lote de restituição do Imposto de Renda 2023, que também evidencia os contribuintes que caíram na temida malha fina. A rodada de pagamentos contempla também restituições residuais de exercícios anteriores. 

O crédito bancário para 1.261.100 contribuintes com o nome presente na lista será realizado no dia 29 de setembro, no valor total de quase RS 2 bilhões. O depósito é feito diretamente na conta bancária ou pela chave Pix informada na entrega da declaração.

Quem não teve o dinheiro liberado em nenhuma rodada e também não aprece na lista atual caiu na malha fina e terá que acertar as contas com o Leão. Para saber se a declaração está retida, é possível conferir a situação na página da Receita na internet, clicando em “Meu Imposto de Renda".

Do total de beneficiados do lote, 64.974 são idosos, 6.847 apresentam alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave e 19.864 têm o magistério como maior fonte de renda. Estão também presentes no lote 1.027.838 contribuintes não prioritários que entregaram a declaração até o dia 29 de maio de 2023, além daqueles que optaram pela declaração pré-preenchida ou que vão receber a restituição via Pix.

Publicidade

Consulta

Para saber se você já foi contemplado em algum dos quatro primeiros lotes de restituição do Imposto de Renda de 2023, basta acessar a página da Receita na internet. Também é possível realizar a consulta pelo aplicativo do Fisco, disponível para Android e iOS.

Em todos os sistemas, o contribuinte descobre se a sua restituição foi liberada, se ainda está sendo processada ou se existem pendências. Nesse último caso, as correções podem ser feitas por meio de uma declaração retificadora.

Publicidade

Compartilhe esta notícia no WhatsApp

Compartilhe esta notícia no Telegram

O pagamento da restituição é realizado diretamente na conta bancária informada na declaração. Após ser depositado, o dinheiro ficará disponível no banco durante o período de um ano. Se o contribuinte não fizer o saque no prazo, deverá solicitar o montante por meio do formulário eletrônico Pedido de Pagamento de Restituição ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.

Caso o valor a ser restituído não apareça na conta bancária, o contribuinte poderá comparecer a qualquer agência do BB ou ligar para a central de atendimento, pelos telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta-corrente ou poupança, em seu nome, em qualquer banco.

Últimas

Utilizamos cookies e tecnologia para aprimorar sua experiência de navegação de acordo com oAviso de Privacidade.