Educação Entenda os cursos de bacharelado, tecnólogo e licenciatura

Entenda os cursos de bacharelado, tecnólogo e licenciatura

Antes de escolher qual faculdade, o estudante precisa conhecer os tipos de graduação e as características de cada um

Entenda a diferença entre os cursos de bacharelado, tecnólogo e licenciatura

Diploma: entenda as diferenças e saiba como escolher a melhor faculdade

Diploma: entenda as diferenças e saiba como escolher a melhor faculdade

Pixabay

Antes de escolher qual faculdade seguir, responda a pergunta: sabe qual a diferença entre os cursos de licenciatura, de bacharelado e o tecnólogo? Independente da escolha, todos conferem um diploma de graduação, no entanto, eles são bem diferentes.

Cursos de licenciatura como Letras, História e Matemática, por exemplo, são muito parecidos com os do bacharelado, dão uma formação ampla, mas permitem que o estudante possa dar aulas para a educação básica e ensino médio. O profissional também pode trabalhar com pesquisa na sua área de estudo.

Aluno paga cursinho com faxina por 2 anos e passa em medicina na USP

Bacharelado é o curso mais tradicional, tem duração de 4 a 6 anos, oferece um conteúdo abrangente e é direcionado para atuação ativa em uma profissão e ao mesmo tempo também dá uma boa base acadêmica. Depois de formado, o estudante está pronto para trabalhar dentro de sua área. Os cursos são oferecidos tanto em universidades públicas como privadas, muitos deles nos formatos presencial ou a distância.

USP abre inscrições em mestrado profissional em ciência de dados

No geral, os recém-formados (bacharéis) buscam um curso de especialização ou pós-graduação para uma melhor qualificação profissional.

O tecnólogo é preparado para atender às demandas do mercado de trabalho e seus cursos têm duração de dois a três anos, diferentemente do baracharelado e da licenciatura. O foco é muito mais técnico e prepara os alunos para o mercado de trabalho. No geral, além da formação mais rápida, os preços são mais acessíveis em instituições particulares.

Universidades investem para mudar cultura do trote violento e agressivo

De acordo com dados do Censo da Educação Superior, divulgados pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), o número de alunos matriculados em cursos de graduação tecnológica cresceu 331% entre 2014 e 2016.  Um dos motivos é a necessidade de entrar rapidamente no mercado de trabalho.

Vale lembrar que os cursos de tecnólogo formam profissionais um pouco mais especializados, aptos a trabalhar em determinados setores de uma empresa, como, por exemplo, tecnólogo em Marketing ou tecnólogo em gestão de Recursos Humanos.

Crise faz universidades oferecerem descontos para atrair novos alunos

Antes de escolher uma faculdade, confira se o mercado exige o diploma de bacharel ou se aceita de tecnólogo. Além do diploma, algumas profissões exigem registro em um Conselho Regional ou, no caso de Direito, é preciso fazer uma prova na Ordem dos Advogados.