Russa consegue vaga na USP e trabalha em cursinho popular

Estudante chegou ao Brasil sem falar português, hoje cursa a faculdade de Letras e é estagiária ajudando alunos nas aulas de redação

Sacha aprendeu português e hoje estuda Letras

Sacha aprendeu português e hoje estuda Letras

Arquivo Pessoal

A jovem russa Aleksandra Skorobogatova, mais conhecida por Sasha, resolveu trocar os invernos rigorosos da Rússia pelo sol brasileiro. Sem falar muito bem o português, mas com uma vontade enorme de aprender, ela se debruçou no aprendizado do idioma.

"Eu sempre me interessei pela cultura do Brasil e assim que cheguei levei um tempo para entender bem o português", diz. A jovem também precisou entender a lógica dos vestibulares e exames de admissão nas universidades brazucas, que é bem diferente do russo.

Leia mais: Jovem de cursinho popular vai para o segundo dia do Enem confiante

"Fiz o ensino médio no meu país, não conhecia a história e a geografia do Brasil", conta. O jeito foi mergulhar nos estudos e com o apoio do cursinho da Poli, a jovem conseguiu uma vaga na faculdade de Letras da USP (Universidade de São Paulo). 

Leia mais: Com bolsa em cursinho, estudante passa em Medicina na USP

Sacha fez as provas da Fuvest, para o ingresso na USP, e o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em português, como os estudantes brasileiros. Hoje, Sacha estuda linguística e é estagiária no cursinho auxiliando outros alunos com português e redação.

"Gosto muito de trabalhar com idiomas, no futuro, pretendo dar mais aulas de russo para o brasileiros e atuar com linguística", diz.