Eleições 2022 Ex-ministro de Lula, José Dirceu diz que campanha do PT caminha para o centro para atrair classe média

Ex-ministro de Lula, José Dirceu diz que campanha do PT caminha para o centro para atrair classe média

Para o político, o ex-presidente 'não admitiu nomear ministros nem admitiu assumir compromissos sobre manutenção do teto'

  • Eleições 2022 | Do R7, em Brasília

O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu

O ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu

Marcelo Camargo/Agência Brasil - 27.06.2018

José Dirceu, que foi ministro-chefe da Casa Civil durante o governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse nessa segunda-feira (10), em entrevista a um canal no YouTube, que a campanha do PT "caminha ao centro" para atrair a classe média, eleitores indecisos e transmitir uma imagem moderada do partido.

VEJA A COBERTURA COMPLETA DAS ELEIÇÕES 2022 NA PÁGINA ESPECIAL DO R7

"Acho natural que a campanha vá para os centros", afirmou o ex-ministro ao Opera Mundi. "Agora, Lula não admitiu nomear ministros nem admitiu assumir compromissos sobre manutenção do teto [de gastos] — pelo contrário. Nas entrelinhas dos discursos dele, ele deixa claro que investimento em ciência, tecnologia, inovação e saúde não é gasto."

Segundo Dirceu, um eventual governo petista elevaria os gastos públicos. "O país precisa dos bancos públicos. E precisamos deixar claro o papel da Petrobras e da Eletrobras. Nossa campanha se mantém na linha que foi definida. Ela se ampliou, e é natural termos de dialogar com os setores que passam a apoiar o Lula e apresentam suas propostas e querem dialogar com seu eleitorado", disse.

Dirceu ainda criticou o desempenho da campanha petista nas redes sociais. "Nós estamos ainda a dever nas redes, apesar dos entrevistadores que apoiam o Lula", afirmou.

Últimas