Eleições 2022 PTB lança Roberto Jefferson como candidato à Presidência

PTB lança Roberto Jefferson como candidato à Presidência

Em prisão domiciliar, ex-deputado afirma que candidatura não se opõe a de Bolsonaro e amplia as opções dos eleitores de direita

  • Eleições 2022 | Clarissa Lemgruber, do R7, em Brasília

Presidente de honra do PTB, Roberto Jefferson, é lançado à corrida pela Presidência da República

Presidente de honra do PTB, Roberto Jefferson, é lançado à corrida pela Presidência da República

Valter Campanato/Agência Brasil

O PTB oficializou nesta segunda-feira (1º) a candidatura do ex-deputado federal e presidente de honra do partido, Roberto Jefferson, à Presidência da República nas eleições deste ano. O anúncio foi feito na convenção nacional da legenda, em Brasília.

Cumprindo prisão domiciliar, Jefferson apareceu em um vídeo afirmando que a candidatura não se opõe a do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas amplia as opções dos eleitores de direita.

“A minoria de esquerda assalta o poder. Nossa ação não se opõe a Bolsonaro. Confronta a abstenção, preenchendo alguns nichos de opções ao eleitorado direitista”, declarou.



Condenado à prisão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), o deputado federal Daniel Silveira (PTB-RJ) esteve presente na cerimônia e também rechaçou que a candidatura de Jefferson seja uma "traição" ao presidente.

"Isso é em apoio ao presidente Bolsonaro. É uma inverdade [que a candidatura seja uma traição]. Fala-se tanto em fake news. Eu abertamente sou soldado do presidente Bolsonaro e continuarei. O PTB é base do presidente Bolsonaro", ressaltou.

A cerimônia foi iniciada com a execução do hino nacional brasileiro. O local tinha um letreiro com a frase: "Direita, graças a Deus!".

Leia mais: 'Pânico desnecessário', diz Mourão sobre manifesto pela democracia

O deputado estadual Kennedy Nunes (SC) lembrou aos presentes a importância da "defesa da família, do homem e da mulher, dos filhos e da liberdade".

O senador cassado Delcídio do Amaral também discursou no evento. "O PTB é o partido mais bem estruturado do Brasil. É um partido – um dos poucos – cuja história se mistura com a história do nosso país."

Histórico

Natural de Petrópolis (RJ), Roberto Jefferson tem 69 anos e foi condenado no escândalo do mensalão. O político teve a prisão determinada em agosto do ano passado em uma operação da Polícia Federal que investiga a atuação de milícias digitais que atentam contra a democracia.

Na decisão, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes afirmou que Jefferson divulgou vídeos e mensagens com o "nítido objetivo de tumultuar, dificultar, frustrar ou impedir o processo eleitoral, com ataques institucionais ao TSE e ao seu presidente".

Últimas