Era Trump

Internacional EUA prendem mais de 132 mil migrantes em fronteira com México 

EUA prendem mais de 132 mil migrantes em fronteira com México 

Número de detidos de maio supera os 99,3 mil presos em abril. Do total, 11,5 mil eram menores de idades desacompanhados e 6,6 mil adultos sozinhos

  • Internacional | Da EFE

Prisões de maio superam número de detidos em abril

Prisões de maio superam número de detidos em abril

Kim Kyung-Hoon/ Reuters - 25.11.2018

O governo dos Estados Unidos informou nesta quarta-feira (5) que prendeu 132,8 mil imigrantes na fronteira com o México em maio, superando as 99,3 mil detenções feitas em abril.

As informações foram divulgadas pelo Escritório de Alfândegas e Proteção de Fronteiras dos EUA (CBP). Do total, 11,5 mil eram menores de idades não acompanhados por familiares ou responsáveis.

Além disso, foram presos 36,6 mil adultos sozinhos e 84,5 mil "unidades familiares". O governo americano enquadra nesta categoria adultos migrantes acompanhados por pelo menos um menor de idade.

Desde o início do atual ano fiscal, que começou em outubro, os EUA apreenderam 593,5 mil migrantes na fronteira com o México. As "unidades familiares" lideram a estatística, com 332,9 mil.

O CBP também revelou que 11,3 mil pessoas foram impedidas de entrar no país, o que elevaria para 144,2 mil os casos de migrantes detidos ou proibidos de cruzar a fronteira pelas autoridades.

Os dados foram divulgados depois de o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, ter ameaçado impor tarifas sobre produtos importados do México. A medida seguirá em vigor, segundo ele, até que o governo de Andrés Manuel López Obrador contenha o fluxo de migrantes na fronteira.

Em comunicado, a Casa Branca informou que as tarifas, inicialmente de 5%, entrarão em vigor no próximo dia 10 de julho. Caso a situação persistir, elas poderão ser elevadas a até 25%.

A ameaça de Trump gerou uma série de incertezas sobre o comércio entre os dois países, um dos mais dinâmicos do continente, e colocou em xeque a ratificação do T-MEC, o acordo para substituir o Tratado de Livre-Comércio da América do Norte (Nafta).

Últimas