Internacional Líderes do G7 prestam homenagem às vítimas da bomba atômica de Hiroshima

Líderes do G7 prestam homenagem às vítimas da bomba atômica de Hiroshima

Cidade japonesa foi destruída por uma bomba atômica lançada pelos EUA em 1945; quase 140 mil pessoas morreram

AFP
Os líderes do G7 se reuniram em Hiroshima nesta sexta-feira (19)

Os líderes do G7 se reuniram em Hiroshima nesta sexta-feira (19)

Stefan Rousseau / POOL / AFP - 19/05/2023

Os líderes do G7 se reuniram em Hiroshima nesta sexta-feira (19) para homenagear as vítimas da destruição da cidade japonesa em 1945 por uma bomba atômica lançada pelos EUA.

Os chefes de Estado e de Governo das sete democracias mais industrializadas, incluindo várias potências nucleares, foram recebidos um a um no Parque Memorial da Paz pelo primeiro-ministro japonês Fumio Kishida.

O líder japonês quer incluir o desarmamento nuclear na agenda da cúpula que começou hoje e espera aprovar seu chamado Plano de Ação de Hiroshima, apresentado em 2022, que inclui um novo compromisso de não usar armas nucleares, transparência nos arsenais e novas reduções de armamento.

No entanto, não são esperados progressos significativos nesta questão durante a cúpula, em um contexto de novas tensões com potências nucleares como Rússia, Coreia do Norte e China.

Líderes do G7, incluindo o presidente dos EUA, Joe Biden, e o presidente francês, Emmanuel Macron, depositaram coroas de flores no monumento fúnebre que relembra as quase 140 mil pessoas mortas pela bomba atômica dos EUA, lançada em 6 de junho de 1945.

Eles também visitaram o Museu Memorial da Paz, testemunha do horror do bombardeio atômico, e conheceram uma sobrevivente, Keiko Ogura, que tinha oito anos na época do bombardeio.

Últimas