Minas Gerais Colégio Militar de BH anuncia retorno das aulas presenciais

Colégio Militar de BH anuncia retorno das aulas presenciais

Comunicado enviado aos pais dos alunos que têm entre 13 e 17 anos diz que volta na próxima semana é "obrigatória"; grupo risco está liberado

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento, do R7

Colégio promete protocolo de segurança

Colégio promete protocolo de segurança

Divulgação / Colégio Militar de BH

O Colégio Militar de Belo Horizonte anunciou que vai retomar as aulas presenciais na próxima segunda-feira (21).

A medida vale para todos os alunos que cursam do 8º ano do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. O anúncio foi feito em um comunicado enviado aos pais, nesta quarta-feira (16).

O documento assinado pelo coronel Régis Rodrigues Nunes, comandante e diretor de ensino da instituição, diz que o colégio preparou um protocolo rigoroso para evitar a contaminação pelo novo coronavírus.

O comunicado destaca que "o retorno às atividades presenciais é obrigatório". A única exceção é para os estudantes que fazem parte do grupo de risco. Estes deverão apresentar os documentos que comprovam o perigo de frequentarem as atividades.

Para aqueles que estiverem impossibilitados de assistir às aulas, a instituição prometeu manter atualizada a plataforma de tarefas virtuais.

"O comando do CMBH reforça aos integrantes da Família Garança que todas sa medidas preventivas sanitárias e de segurança para o combate à covid-19 foram planejadas e estão sendo adotadas. Por isso, estimulamos às famílias que participem desse esforço do Colégio Militar em proporcionar as melhores condições para que nossos alunos retornem seguros e tranquilos à rotina escolar", destacou o texto enviado aos pais.

A direção marcou uma reunião virtual com os responsáveis pelos estudantes para discutir sobre o retorno, na tarde desta quinta-feira (17).

Proteção contra a covid-19

As turmas serão divididas em um sistema de rodízio para que a escola não tenha todos os estudantes dentro da instituição simultaneamente (veja o calendário abaixo). Haverá também uma redução no número de alunos por sala de aula.

Outra medida de segurança sanitária prevista é triagem nas entradas e saídas, aferição de temperatura, limpeza frequente da estrutura do prédio, uso obrigatório de máscara e proibição de contato físico. Os jovens só poderão usar máscaras nas cores preta, branca ou cáqui.

Segundo o colégio, "por medida de segurança", as aulas de educação física, banda de música, do turno integral e atividades extracurriculares ainda não serão retomadas. A cantina também não vai funcionar nos primeiros dias.

A direção pediu para que os pais alertem a escola caso o aluno ou algum membro do grupo familiar apresente sintomas da covid-19.

Na próxima semana, as turmas serão dividas em dois grupos. O calendário para o restante do ano será divulgado posteriormente.

Confira as datas de aulas entre os dias 21 e 25 de setembro:

  • Segunda, quarta e sexta-feira: 1º, 2º e 3º ano do ensino médio
  • Terça e quinta-feira: 8º e 9º ano do ensino fundamental

Aulas em BH

O Colégio Militar será a primeira escola a colocar os estudantes com idades entre 13 e 17 anos dentro da sala de aula em Belo Horizonte. Segundo a prefeitura, a decisão sobre as atividades na instituição são de responsabilidade do Governo Federal, já que a instituição é coordenada pelo Exército Brasileiro.

As escolas particulares, municipais e estaduais em Minas Gerais estão suspensas desde o mês de março. Ainda não há previsão para retorno das atividades.

Para suprir as tarefas presenciais, o Governo de Minas lançou, em maio, um esquema de aulas remotas com teleaulas na TV estatal e distribuição de apostilas.

Já a Prefeitura de BH, que cuida dos alunos menores, anunciou no início deste mês que irá enviar tarefas para os estudantes do 5º e 9º anos e do EJA (Educação de Jovens e Adolescentes) para que o calendário destas turmas seja concluído até fevereiro de 2021.

Últimas