Minas Gerais CPI da BHTrans ouve ex-presidente da empresa nesta quarta (9)

CPI da BHTrans ouve ex-presidente da empresa nesta quarta (9)

Célio Bouzada chefiou o órgão de 2017 até janeiro de 2021; CPI quer mais informações sobre os contratos do transporte público

  • Minas Gerais | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Bouzada chefiou a BHTrans entre 2017 e 2021

Bouzada chefiou a BHTrans entre 2017 e 2021

Divulgação / Adão de Souza / PBH

O ex-presidente da BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte), Célio Bouzada, presta depoimento, nesta quarta-feira (9), na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga os contratos do órgão com empresas de transporte público.

Bouzada chefiou a empresa de janeiro de 2017, no início do mandato de Alexandre Kalil (PSD), até janeiro de 2021, quando foi substituído por Diogo Prosdocimi. Célio Bouzada é formado em administração de empresas, com especialização em administração financeira e mestrado em administração pública. Ele dá aulas em uma faculdade particular da capital e já havia sido diretor de planejamento da BHTrans.

O ex-presidente deve ser questionado pelos vereadores em relação aos contratos firmados entre a BHTrans e as empresas concessionárias do transporte público da capital. A reunião está prevista para começar às 10h.

Na semana passada, o atual chefe da companhia prestou depoimento. Diogo Prosdocimi afirmou que o transporte público da capital precisa melhorar e avaliou que a empresa é dependete do poder público, já que arrecada R$ 27 milhões anualmente frente a um gasto de R$ 230 milhões.

CPI

A Comissão Parlamentar de Inquérito foi instalada no dia 10 de maio, mesmo dia em foi aberta outra CPI que investigar os gastos da prefeitura no combate à pandemia de covid-19. Os sete vereadores terão prazo de 120 dias, renovável por mais 60 dias, para concluir o trabalho e apresentar pareceres sobre o assunto.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas