Minas Gerais Ex-presidente da BHTrans vai depor sobre contratos de ônibus em BH

Ex-presidente da BHTrans vai depor sobre contratos de ônibus em BH

Célio Bouzada exerceu o cargo entre 2017 e o começo de 2021, quando foi demitido, e foi convocado pela CPI da BHTrans

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Ex-presidente da BHTrans, Célio Bouzada, será ouvido por CPI na Câmara de BH

Ex-presidente da BHTrans, Célio Bouzada, será ouvido por CPI na Câmara de BH

Divulgação/CMBH/Karoline Barreto

O ex-presidente da BHTrans (Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte), Célio Bouzada, foi convocado pelos vereadores de Belo Horizonte para prestar depoimento na CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que investiga os contratos do município com as empresas concessionárias do transporte público na capital mineira. 

O depoimento do ex-gestor da companhia está marcado para a próxima quarta-feira (9), quando ele deve ser questionado pelos vereadores sobre os contratos com as empresas ceoncessionárias do serviço de transporte público na capital mineira.

Bouzada, que é administrador de empresas, foi nomeado pelo prefeito Alexandre Kalil (PSD), em seu primeiro mandato, para assumir a gestão da BHTrans e ficou à frente do cargo durante quatro anos. Ele foi substituído no início do ano por Diogo Prosdocimi, que trabalha em uma renovação da empresa que cuida do transporte público e trânsito na capital mineira. 

Prosdocimi já foi ouvido pela Comissão na última semana, quando disse que o serviço de transporte público na capital não era "bem prestado"

Questionado pelos parlamentares, ele afirmou que a BHTrans custa R$ 230 milhões ao ano e arrecada pouco mais de 10% desse montante: R$ 27 milhões. O administrador ainda apontou que os contratos com as empresas de ônibus têm pontos questionáveis.

Para ele, a prefeitura tem pouca margem para ser mais "incisivo" em questões como o dimensionamento operacional do transporte, ou seja, sobre o número de linhas e viagens que são colocadas diariamente nas ruas. 

Últimas