Minas Gerais FAB vai investigar incidente com avião que parou aeroporto em MG

FAB vai investigar incidente com avião que parou aeroporto em MG

Aeronave  tinha saído do aeroporto de Guarulhos (SP). Aeroporto de Confins (MG) ficou fechado e mais de 100 voos foram cancelados nesta quinta 

Moisés Silva/O Tempo/Folhapress

Uma equipe de investigadores do CENIPA (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) da FAB (Força Aérea Brasileira) vai apurar as causas do incidente com uma aeronave Boeing da companhia aérea Latam que fez um pouso de emergência e ocasionou o fechamento do aeroporto de Confins, na região metropolitana de Belo Horizonte (MG), nesta quinta-feira(20).

Leia mais: 'Estamos sem sistema elétrico', diz piloto que fez pouso de emergência

O aeroporto foi liberado parcialmente para aeronaves de pequeno porte por volta de 12h, entretanto, 135 voos foram afetados.

"O início dos trabalhos consiste no levantamento de dados e de evidências: os investigadores fotografam cenas, retiram partes da aeronave para análise, ouvem relatos de testemunhas e reúnem documentos", afirmou a Força Aérea por meio de nota, reforçando que o objetivo da investigação realizada pelo órgão é para prevenir que novos acidentes com características semelhantes ocorram.

A aeronave um Boeing 777-300, prefixo PT-MUG, tinha saído do aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, e teria como destino Londres, na Inglaterra e transportava cerca de 300 passageiros.

Leia mais: Pneus para avião que fez pouso emergencial chegam em Confins

Segundo mensagens de aúdio que registraram a comunicação dos pilotos com a torre de controle, o avião estava com problemas elétricos, e que esta falha havia prejudicado também o sistema que permite liberar combustível do avião para diminuir o peso da aeronave. Em um pouso de emergência, é um procedimento dos pilotos liberar combustível fazendo com que a aeronave fique mais leve para o pouso.

Devido a força necessária para parar o avião, no momento em que ela tocou o chão, os freios doa avião teriam superaquecidos e se esvaziado e equipes de emergência do aeroporto de Confins lançaram uma espuma para resfriar o sistema e evitar que ocorresse um incêndio.

"Por se tratar de um voo internacional em início da viagem, a aeronave realizou um pouso com peso acima da média, [...] ocasionando um aquecimento dos freios durante o pouso. A aeronave parou com total segurança no meio da pista e sem ultrapassar os limites de sua extensão", esclareceu a Latam por meio de nota.

Após o pouso de emergência, os passageiros desembarcaram normalmente e ninguém ficou ferido. Segundo a companhia, os passageiros receberam assistência e foram encaminhados para um hotel na região.

O Cenipa espera concluir as investigações no menor tempo possível e a Latam informou que "está colaborando nas investigações".