Minas Gerais Intoxicado por cerveja Backer volta a ser internado após transplante

Intoxicado por cerveja Backer volta a ser internado após transplante

A esposa de Cristiano Gomes afirmou que ele contraiu um vírus durante a operação, mas também é possível que ele esteja rejeitando o novo órgão 

  • Minas Gerais | Caio Silva*, do R7

Cristiano Gomes está em um hospital particular de BH

Cristiano Gomes está em um hospital particular de BH

Flávia Shayer / Arquivo Pessoal

O professor universitário Cristiano Gomes, de 47 anos, que recebeu um transplante de rim da mulher no dia 29 de setembro após ser intoxicado por cervejas da Backer, voltou a ser internado este mês em um hospital de Belo Horizonte, após contrair um vírus decorrente da operação. 

De acordo com sua mulher, Flávia Shayer, o professor contraiu Cipomegelovírus, da família herpes, que é comum em pessoas que fazem transplantes de órgãos. Além disso, segundo ela, há suspeita de que o corpo de Gomes estaria rejeitando o rim. 

— A gente está aguardando o resultado da biópsia, que deve sair até esta sexta-feira (20). Ele [Cristiano Gomes] teve febre e, segundo os médicos, há suspeita de que o rim possa estar sendo rejeitado por ele. 

O professor havia recebido alta do hospital onde estava internado no dia 16 de outubro. Desde então, ele se recuperava bem em casa. Em uma entrevista ao R7 à época, Cristiano Gomes disse que "estava com disposição para enfrentar a vida nova". 

De acordo com Flávia, durante o tempo em que ficou em casa, Gomes estava se sentindo bem e fazendo suas rotinas diárias.

— Ele estava fazendo tudo normal. Comia direito, andava normalmente, mas aí ele começou a se sentir mal e tivemos que trazer ele para o hospital. 

No dia 4 de novembro, Flávia publicou em suas redes sociais a chegada do casal a um hospital particular de Belo Horizonte. No post, a mulher destaca que a vítima estava fazendo um "tratamento para infecção bacteriana ou antivírus até sair o resultado dos exames."

Já nesta quarta-feira (18), Flávia fez outra publicação em seu perfil. Nele, ela destaca que havia "chorado muito, tive medo e que senti a revolta lá do início", mas que "com força total vamos vencer mais uma pedra no caminho". 

Caso Backer 

No dia 16 de outubro, o TJMG (Tribunal de Justiça de Minas Gerais) aceitou a denúncia contra três sócios e sete funcionários da cervejaria Backer, que viraram réus no processo contra a empresa referente às intoxicações causadas pela cerveja Belohorizontina. Dez pessoas morreram e mais de 20 tiveram complicações após consumirem a bebida.

*Estagiário do R7 sob supervisão de Lucas Pavanelli 

Últimas