Minas Gerais Mineirão não vai mais receber hospital de campanha, diz Kalil

Mineirão não vai mais receber hospital de campanha, diz Kalil

Prefeito de Belo Horizonte disse que projeto foi desfeito após não chegar a um acordo com o Governo do Estado para a utilização do espaço

  • Minas Gerais | Marina Avelar*, Do R7

Kalil disse que secretário fez uma proposta indecorosa

Kalil disse que secretário fez uma proposta indecorosa

Reprodução/RecordTV Minas

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (SPD), declarou, nesta segunda-feira (6), que o hospital de campanha anunciado para o estádio do Mineirão não vai mais sair do papel devido a um desacordo com o Governo do Estado.

Segundo Kalil, a prefeitura não considerou viável a proposta feita pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Marco Aurélio Barcelo, para ceder o espaço.

— O governo do Estado não cedeu a esplanada para a Prefeitura de Belo Horizonte. Infelizmente, disseram, apesar de eu já ter combinado pessoalmente com o governador, mas depois, veio um secretário, Marco Aurélio Barcelos. Fez uma proposta imoral, indecorosa e politiqueira para ceder o espaço (sic).

Leia mais: Prefeitura de BH analisa restringir acesso à Lagoa da Pampulha

De acordo com o prefeito, os novos hospitais de campanha serão montados na Santa Casa, no Hospital São Francisco e no Hospital São José.

Em nota, a Seinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade) informou que já havia disponibilizado para o Executivo municipal os materiais para a montagem de um hospital de campanha, mas os equipamentos pertecem a uma empresa privada contrada pelo governo. Com isso os dois órgãos precisariam atuar em conjunto.

A pasta também ressaltou que o estádio segue à disposição da Prefeitura de Belo Horizonte, como forma de enfrentamento da pandemia de covid-19.

Veja a íntegra da nota da Seinfra:

"A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) reforça que todas as medidas destinadas ao combate do Coronavírus e seus efeitos são importantes e merecem o total apoio das autoridades e da sociedade civil organizada. Sob esse contexto, esclarece que já na semana anterior havia sido disponibilizada, para a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, a cessão do Estádio do Mineirão para a montagem de um hospital de campanha, sem qualquer custo.

Mas, por se tratar de um equipamento administrado por empresa privada, contratada pelo Estado de Minas Gerais, informou-se que seria necessária a atuação conjunta de ambos os entes para a realização do empreendimento, tendo sido a Secretaria Municipal de Saúde comunicada de que as equipes da Seinfra estavam de prontidão para dar andamento a todas as medidas jurídicas e operacionais necessárias.

A Secretaria reitera que o Mineirão continua à disposição da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte para a implementação de ações orientadas ao enfrentamento do COVID-19. Ressalta, por fim, que a oportunidade de atuar em conjunto com as autoridades municipais neste momento de crise independe de preferências ou de qualquer contexto eleitoral."

*Estagiária do R7, sob supervisão de Pablo Nascimento

Últimas