Minas Gerais Última vítima de queda de ônibus em MG tem alta após 41 dias

Última vítima de queda de ônibus em MG tem alta após 41 dias

Homem de 33 anos viajava com mulher e três filhos em ônibus de Alagoas que caiu de ponte na BR-381 em João Monlevade (MG)

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli e Célio Ribeiro*, do R7

Dezenove pessoas morreram após a queda do ônibus

Dezenove pessoas morreram após a queda do ônibus

Reprodução

A última vítima da queda de um ônibus na BR-381, próximo a João Monlevade, a 115 km de Belo Horizonte, recebeu alta na manhã desta quinta-feira (14) após 41 dias de internação.

De acordo com a Fhemig (Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais), o homem de 33 anos estava internado desde 4 de dezembro, dia do acidente. Ele deu entrada no Hospital João 23, em Belo Horizonte, em estado grave, e só foi transferido do leito de terapia intensiva para a enfermaria no dia 26 de dezembro.

A vítima viajava junto com a mulher e seus três filhos, que já haviam recebido alta . Uma das crianças, uma menina de 7 anos de idade, foi transferida junto com ele, de helicóptero, para BH e precisou passar por uma cirurgia ortopédica.

Tragédia em Minas

Dezenove pessoas morreram no acidente envolvendo um ônibus de turismo que saiu de Mata Grande (AL) com destino à capital paulista. Na BR-381, o ônibus perdeu o freio, voltou de ré e rompeu a mureta de proteção da Ponte Torta, caindo de uma altura superior a 30 metros.

Algumas pessoas, incluindo o motorista, conseguiram pular do veículo antes que ele despencasse. O piloto fugiu do local do acidente com medo de ser linchado e ficou desaparecido por três dias.

Na quarta-feira (13), pouco mais de um mês após a tragédia, um caminhão despencou da mesma ponte, caindo no rio Piracicaba, que passa por baixo da estrutura. Até o momento, duas das quatro possíveis vítimas do acidente foram localizadas, mas apenas um corpo foi retirado.

Últimas