Minas Gerais Zema diz que Onda Roxa deve permanecer em só uma região

Zema diz que Onda Roxa deve permanecer em só uma região

De acordo com o governador, somente a região Nordeste e mais "5 ou 6 cidades" devem continuar com as medidas de restrição 

  • Minas Gerais | Lucas Pavanelli, do R7

Zema esteve em Uberlândia

Zema esteve em Uberlândia

Reprodução/redes sociais

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), revelou, nesta quinta-feira (22), durante uma viagem a Uberlândia, a 540 km de Belo Horizonte, que apenas a região Nordeste do Estado deve continuar com as restrições previstas na Onda Roxa, no programa Minas Consciente.

Segundo Zema, além da região Nordeste, "umas cinco ou seis cidades, isoladamente" devem permanecer na fase mais restrita do programa, que prevê funcionamento apenas dos estabelecimentos comerciais considerados essenciais. 

 — Tive uma reunião mais cedo, em BH, onde dados demonstram que apenas a região Nordeste e umas cinco ou seis cidades, isoladamente, vão permanecer na Onda Roxa. Com isso, 90% a 95% do Estado já estará na Onda Vermelha

De acordo com Zema, nos últimos dias, Minas Gerais tem verificado diminuição no número de casos, internações, na ocupação de leitos de enfermaria e UTI. 

— Todo cuidado é pouco. Vimos que a segunda onda foi fruto de uma eleição que tivemos no ano passado, as festas de Natal e Ano Novo. Então, temos que continuar tendo cuidado. 

Restrições

Atualmente, 332 cidades mineiras estão incluídas na Onda Roxa, do programa Minas Consciente. Na última semana, o Governo de Minas decidiu restringir as restrições em quatro regiões do Estado e algumas microrregiões, incluindo a região metropolitana de Belo Horizonte. 

A capital mineira também decidiu flexibilizar as medidas de restrição a partir desta quinta-feira (22), quando todo tipo de comércio foi autorizado a voltar a funcionar.  

Últimas