Autos Carros Lembra da Opel? Ela volta à América mas Brasil fica de fora 

Lembra da Opel? Ela volta à América mas Brasil fica de fora 

Grupo Stellantis planeja expansão da marca no continente sem incluir o Brasil 

Resumindo a Notícia

  • A princípio marca alemã deve comercializar apenas dois modelos
  • Também atuará em breve com o Crossland, Grandland X e os comerciais Combo e Vivaro
  • Atualmente Opel faz parte do Grupo Stellantis
Opel Corsa na versão atual que será comercializada na América da Latina

Opel Corsa na versão atual que será comercializada na América da Latina

Opel Divulgação

Você ai já ouviu falar da Opel? Certamente se você foi um gamer no final dos anos 1990 e jogou o Fantasy Gran Turismo, conhece alguns dos modelos que a montadora alemã fabricou há bons anos atrás. Mesmo sem termos a marca por aqui sabemos que clássicos como Corsa, Astra, Zafira e até o Monza eram derivados da Opel. A marca que agora faz parte do Grupo Stellatins, voltará à Colômbia e Equador. Chile e Uruguai já tinham a presença discreta da marca desde o início do ano. A princípio a montadora trabalhará apenas com o hatch Corsa (que usa a plataforma do Peugeot 208) e o crossover Mokka nestes mercados. Também atuará com o Crossland, Grandland X e os comerciais Combo e Vivaro.

Crossover Opel Mokka na versão que será comercializada na América Latina

Crossover Opel Mokka na versão que será comercializada na América Latina

Opel Divulgação

A marca também deverá oferecer no país o futuro Astra com foco em esportividade e motor com opção híbrida. No entanto o carro não foi lançado sequer na Europa.

NOVO PEUGEOT 3008: beleza é tudo para bater Compass, Taos, Corolla Cross e Equinox? Quanto custa?

O Crossover Grandland usa a plataforma do Peugeot 3008 e compartilha o motor 1.6 THP de 163cv que já temos por aqui no Crossover.

Saudades do que nunca tivemos

GM comemorando 10 mil carros produzidos

GM comemorando 10 mil carros produzidos

Reprodução

Para entender melhor o porque do Brasil ser tão familiarizado com a Opel é preciso voltar em 1929 quando a empresa se tornou braço da General Motors como forma de conquistar o mercado europeu. Seu primeiro projeto bem conhecido no Brasil foi o Rekord C em 1967. A partir deste projeto nasceu o nosso Chevrolet Opala (1968-1992), claro depois de algumas mudanças pontuais na carroceria e interior. 

Opel Rekord C deu origem ao nosso Chevrolet Opala

Opel Rekord C deu origem ao nosso Chevrolet Opala

Reprodução

A montadora alemã ainda foi a responsável pelos projetos do Chevette, Monza, Kadett, Omega, Vectra, Astra e Zafira. Porém, o modelo mais conhecido é o Opel Corsa comercializado até hoje na Europa e agora também na América Latina. O Chevrolet Corsa foi lançado no Brasil em 10 de janeiro de 1994 com as formas da 2ª geração do Opel Corsa alemão. O hatch tinha a missão de substituir o Chevette (também modelo Opel) e cumpriu com maestria. O modelo foi comercializado até 2012 na versão hatch e 2015 na sedã. 

Corsa chegou no Brasil em 1994

Corsa chegou no Brasil em 1994

Opel Divulgação

Em 2017, a Opel foi adquirida pela PSA por um valor de 3,8 bilhões de euros. Desde então a marca se tornou mais independente e ampliou seu portfólio de veículos. Já no início deste ano, os grupos FCA e PSA, se uniram e criaram o Grupo Stellantis, um dos maiores do segmento automotivo. 

Atualmente o Opel Corsa é comercializado com três opções de motorização

Atualmente o Opel Corsa é comercializado com três opções de motorização

Opel Divulgação

Atualmente o Opel Corsa é comercializado com motor a gasolina de 3 cilindros 1.2 Puretech, naturalmente aspirado ou turbo, com 75, 100 e 130 cv. Também disponível o diesel 1.5 com 100 cv. Já o SUV Mokka chega equipado com a mesma gama de motor do Corsa.

NOVO PEUGEOT 208 vale R$ 95 mil? Melhor que Onix, HB20, Polo e Argo?

Seja como for a Opel não deve dar as caras por aqui mas teremos uma boa gama de veículos especialmente para as linhas Peugeot e Citroën. São esperados os motores 1.0 GSE turbo originário da Fiat para o novo Crossover C3 Sporty, Peugeot 208 e até o 2008.  O motor 1.3 GSE pode integrar outros produtos da gama francesa também algo que veremos muito em breve a partir da formação da Stellantis.

Últimas