Christina Lemos Crise hídrica: CNA alerta que água é insumo essencial à agropecuária

Crise hídrica: CNA alerta que água é insumo essencial à agropecuária

Coordenador de Sustentabilidade da entidade diz que medidas emergenciais do governo focam apenas na geração hidrelétrica

O coordenador de Sustentabilidade da CNA, Nelson Ananias Filho: 'Segurança alimentar é fundamental'

O coordenador de Sustentabilidade da CNA, Nelson Ananias Filho: 'Segurança alimentar é fundamental'

Reprodução

O coordenador de Sustentabilidade da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Nelson Ananias Filho, afirmou que as medidas emergenciais anunciadas pelo governo para a gestão da escassez dos recursos hídricos limitaram-se a pensar no setor produtivo apenas com foco na geração hidrelétrica.

"Temos que lembrar que a água é insumo para a geração de energia elétrica, mas também é insumo essencial para a produção agropecuária brasileira", disse Ananias. "Aquela produção que gera e garante a segurança alimentar, que gera e garante empregos, que gera e garante todos os produtos que chegam à mesa dos consumidores brasileiros."

De acordo com o coordenador da CNA, é fundamental fazer a gestão do uso da água para a produção e para os usos múltiplos. "Não podemos esquecer que energia eletrica é, sim, importante para a segurança nacional. Mas a produção de alimentos e a segurança alimentar são igualmente importantes."

A medida provisória editada pelo governo nesta segunda-feira (28) estabeleceu a criação de uma câmara interministerial para gerir a crise hídrica e energética. O grupo, que vai atuar até o fim de 2021, será composto por seis ministros e poderá definir limites de uso, armazenamento e vazão das usinas hidrelétricas. O comitê dará mais poder à pasta de Minas e Energia.

Últimas