Na contramão da crise, mercado de moto peças cresce 

Exemplo é a Melc Motopeças que até setembro superou 80% de crescimento e projeta 100% até final de 2020

Com sede em Jundiaí, Melc contratou 80 novos funcionários dado a demanda no setor de motopeças

Com sede em Jundiaí, Melc contratou 80 novos funcionários dado a demanda no setor de motopeças

Foto: Divulgação VGCOM/MELC

Diante das incertezas vivenciadas no início da pandemia, em meados de março deste ano, a Melc sofreu brusca queda nas vendas, obrigando a empresa a reduzir a jornada de trabalho, readequando seus processos e pessoal enquanto mantinha as atividades ao mínimo e garantia os empregos. Para isso, medidas sanitárias e de segurança também foram adotadas, como aumento no espaçamento entre pessoas no escritório, ampliação deste espaço no parque fabril, novo escalonamento no refeitório, com divisão de horário para reduzir a concentração de pessoas no local. Além é claro, da medição de temperatura de todos na entrada de cada turno, disponibilização de álcool gel em diversos pontos da empresa e distribuição de máscaras para todos os colaboradores. A partir de maio, com sinais de uma retomada e aumento nos pedidos a fábrica ganha novo ritmo para atender as demandas.

Na contramão do mercado, investiu na compra de três novas máquinas injetoras, contratou aproximadamente 80 colaboradores e está aguardando a entrega de um novo robô de pintura, ainda este ano. São três turnos operando com força total para atender a demanda (de todo o Brasil) que está na margem da capacidade da fábrica.

Pandemia fez crescer o setor de motofretistas que por sua vez faz aumentar demanda por peças de reposição

Pandemia fez crescer o setor de motofretistas que por sua vez faz aumentar demanda por peças de reposição

Foto: Divulgação VGCOM/MELC

Alexandre José Saba, presidente na Melc Motopeças: "Atribuímos este aumento na procura por motopeças ao crescente uso da motocicleta como alternativa aos meios de transporte, sobretudo o transporte público, que sofreu grande variação durante as restrições de circulação e também devido ao aumento no uso da moto como fonte de sustento e emprego pelas famílias. A categoria dos motofretistas deu um salto, assim como dos aplicativos de entregas, uma vez que as pessoas passaram a depender mais dos serviços de entrega por não poderem sair de casa. Até o fechamento do mês de setembro já havíamos registrado crescimento acima de 80% nos negócios e esperamos superar os 100% antes de dezembro.".

Alavancada ainda por ações de incentivo a venda de motos e profissionalização dos motofretistas, tanto por parte do governo como ações de sindicatos da categoria, a circulação dos veículos de duas rodas nas ruas aumentou. Pessoas que perderam o emprego formal migraram para os serviços de entrega.

"Com isso, o segmento de motopeças dá sinais de que vai sair desta crise mais forte do que entrou", completa Michele Alves, gerente nacional de vendas Melc Motopeças.

Melc trabalha em três turnos para dar conta da demanda e manter mercado de motopeças abastecido

Melc trabalha em três turnos para dar conta da demanda e manter mercado de motopeças abastecido

Foto: Divulgação VGCOM/MELC

ANFAMOTO  -  Segundo Orlando Leone, da Anfamoto, “Devido à praticamente interrupção das vendas de motos Zero Km, a manutenção nas motos da frota circulante cresceu, graças à atividade dos entregadores e ao aumento nos deslocamentos por motos”. O mercado de peças de reposição sempre se mostrou valente, apto a contornar crises, como ocorrido recentemente em 2012 e 2014, por exemplo. A paralisação das fábricas devido ao Covid-19 ajudou as empresas do setor de motopeças a atravessar o período de fechamento das cidades de forma mais serena, graças à demanda das pessoas por entregas em casa e todo tipo de prestação de serviços via motofrete. Mas a indústria foi impactada com o aumento nos valores e a escassez da matéria-prima em algumas atividades, o que pode ocasionar um reajuste nos preços em curto prazo. Soma-se a isso a alta do dólar, o crescimento da inadimplência, uma vez que as lojas fechadas e sem arrecadação, passaram a não honrar todos seus compromissos com os fornecedores, entre outros fatores econômicos que impactam a cadeia.

Site: melc.com.br

Facebook: facebook.com/motopecasmelc

Instagram: instagram.com/melc_motopecas

Últimas