Rio de Janeiro Após três dias, bombeiros apagam incêndio na Região Serrana do RJ

Após três dias, bombeiros apagam incêndio na Região Serrana do RJ

Autoridades calculam que uma área equivalente a 560 campos de futebol tenha sido destruída, após suspeito atear fogo em automóvel para receber seguro

Força-tarefa foi acionada para conter as chamas

Força-tarefa foi acionada para conter as chamas

Divulgação/Corpo de Bomeiros

Após três dias de combate às chamas, o Corpo de Bombeiros conseguiu, nesta quarta-feira (29), apagar o incêndio que atingiu duas Áreas de Proteção Ambiental na Região Serrana do Rio de Janeiro.

As autoridades calculam que uma área equivalente a 560 campos de futebol tenha sido destruída, após um suspeito ter ateado fogo em um automóvel na beira de uma estrada, na última segunda (27), para receber o valor do seguro.

Segundo a corporação, os militares seguem atuando na Reserva Biológica Estadual de Araras e no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, em Petrópolis, para o trabalho de rescaldo.

A operação para conter as chamas contou o apoio de aeronave, drones, 20 viaturas e uma força-tarefa de mais de 100 militares e agentes parceiros, como  Inea (Instituto Estadual do Ambiente), ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), Defesa Civil e Guarda Civil de Petrópolis.

De acordo com a chefe da Reserva Biológica das Araras, Isabela Bernardes, este é o maior incêndio nos últimos cinco anos.

Em nota, o Inea (Instituto Estadual do Ambiente) informou que o responsável pelo incêndio poderá ser punido com multa e responsabilizado pela recuperação de área degrada.

Últimas