Rio de Janeiro João Pedro: delegado esteve em comunidade no dia da operação

João Pedro: delegado esteve em comunidade no dia da operação

Segundo a Polícia Civil, Allan Duarte não participou da operação, mas utilizou de um blindado para realizar um mapeamento na comunidade

Menino foi morto durante ação das polícias Civil e Federal

Menino foi morto durante ação das polícias Civil e Federal

Reprodução

O delegado responsável pela investigação do homicídio do menino João Pedro, de 14 anos, morto durante uma operação das polícias Civil e Federal, estava na comunidade do Salgueiro, em São Gonçalo, no dia da ação.

Segundo o DGHPP (Departamento Geral de Homicídios e Proteção à Pessoa), Allan Duarte não participou da operação, mas utilizou de um blindado da Core (Coordenadoria de Recursos Especiais) para realizar um mapeamento na comunidade.

Ainda de acordo com o departamento, após saber do ocorrido, o delegado foi até a casa onde João Pedro morreu, junto com peritos da DHNSG (Delegacia de Homicídios de Niterói São Gonçalo e Itaboraí).

No início do mês, a defesa da família do menino alegou que a investigação deveria ser feita por um órgão independente, e não por uma força de segurança envolvida na ação.

Investigação 

O inquérito já ouviu os policias, pilotos, bombeiro socorrista e duas testemunhas, além de realizar um laudo no projétil encontrado no corpo do menino, que chegou ao um resultado inconclusivo.

A família de João Pedro e os adolescentes, que estavam com o garoto no dia do crime, presentaram depoimento ao MP-RJ.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas