Médico é preso no Rio após ameaçar paciente com arma de fogo 

Discussão teria acontecido por desentendimento sobre um exame para detectar a covid-19; polícia encontrou uma série de armas no carro do médico

Policiais encontraram uma série de armas dentro do carro do médico

Policiais encontraram uma série de armas dentro do carro do médico

Reprodução/Record TV Rio

Policiais da 16ª DP (Barra da Tijuca) prenderam um médico em flagrante nesta quinta-feira (30) por ameaçar um paciente com uma arma de fogo dentro do consultório. O caso teria acontecido após os dois se desentenderam sobre a realização de um exame de covid-19.

Homem mais procurado do CE morre em operação no Rio

Ao sair do local, a vítima foi até a delegacia e denunciou o fato. Segundo ela, os dois iniciaram uma discussão e o profissional sacou uma arma da mochila e apontou contra o paciente.

Já o pneumologista alegou que se irritou com as respostas do homem e que, apesar de possuir a arma, não a utilizou.

Desconfiados, após o depoimento, a polícia resolveu revistar o carro do médico e encontrou um arsenal de armas, entre pistolas, munições, soco inglês e carregador.

O profissional foi autuado por porte ilegal de arma de fogo, injúria e ameaça.

*Estagiária do R7, sob supervisão de Paulo Guilherme