Rio de Janeiro Miliciano é preso na Bahia por morte de contraventor no RJ

Miliciano é preso na Bahia por morte de contraventor no RJ

Fernando Iggnácio, genro de Castor de Andrade, foi executado em um heliporto na zona oeste em novembro do ano passado

Um miliciano suspeito de envolvimento na morte do contraventor Fernando Iggnácio foi preso em uma pousada na Bahia na tarde desta terça-feira (12).

Fernando Iggnácio foi executado em novembro

Fernando Iggnácio foi executado em novembro

Record TV Rio

O homem, que é policial militar e foragido da Justiça, foi capturado em uma ação das polícias Civil e Militar da Bahia e do Rio de Janeiro.

Fernando Iggnácio, genro do bicheiro Castor de Andrade, foi executado em heliporto no Recreio, na zona oeste do Rio, em novembro do ano passado, depois de retornar de uma viagem de Angra dos Reis, na Costa Verde. 

Após o assassinato, os investigadores identificaram a participação do suspeito e outros três no ataque a tiros. Na ocasião, quatro fuzis que teriam sido usados no crime foram apreendidos.

A Polícia Civil da Bahia disse ainda que outro homem que acompanhava o miliciano também foi detido. A dupla foi encaminhada à sede da 7ª Coorpin, na cidade de Ilhéus. Após exames, o preso ficará à disposição da polícia do Rio.

“Trabalhamos em parceria com as forças de segurança dos outros Estados, visando sempre o combate ao crime organizado. As equipes de Ilhéus e Itabuna, com apoio da PM, vão apurar se o miliciano só se escondia, na Bahia, ou se praticava algum tipo de crime”, informou o diretor do Depin (Departamento de Polícia do Interior), delegado Flávio Góis.

Últimas