Rio de Janeiro PF realiza operação contra auditores da receita estadual do Rio de Janeiro

PF realiza operação contra auditores da receita estadual do Rio de Janeiro

Suspeitos integravam a organização que era chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral. Mandados de prisão serão cumpridos também em São Paulo

  • Rio de Janeiro | Lucas Ferreira, do R7*

Recorrência cumpre mandados no RJ e em SP

Recorrência cumpre mandados no RJ e em SP

Reprodução / Agência Brasil

A Polícia Federal e o MPF (Ministério Público Federal) realizaram na manhã desta quarta-feira (17) uma operação contra dois auditores da receita estadual do Rio de Janeiro suspeitos de realizar movimentações financeiras internacionais ilegais. Os dois investigados fariam parte da organização criminosa chefiada pelo ex-governador Sérgio Cabral.

MP faz operação contra fraudes em compras de respiradores no Rio

De acordo com a Polícia Federal, os suspeitos mantêm contas em países com sistemas tributários mais flexíveis e fiscalização de sistemas financeiros menos regidos. Com este recurso, os dois auditores realizavam movimentações de grandes quantias no exterior, auxiliando a quadrilha de Cabral.

A Justiça Federal do Rio de Janeiro expediu dois mandados de busca e apreensão e outros dois de prisão temporária, que estão sendo cumpridos na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, e em São José dos Campos, interior de São Paulo.

Batizada de Recorrência, a ação é um desdobramento da operação Câmbio, Desligo, responsável por investigar a existência de um sistema de operações cambiais ilegais. Segundo o MPF, Dario Messer, conhecido como doleiro dos doleiros, seria o líder financeiro da organização.

Em nota, o MPF informou que as investigações identificaram contas em países como Ilhas Virgens Britânicas, Panamá e Belize. Ainda segundo o órgão, os auditores fiscais movimentaram mais de R$ 20 milhões de maneira ilegal.

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas