Rio de Janeiro Polícia Civil é recebida a tiros em operação contra venda ilegal de gás

Polícia Civil é recebida a tiros em operação contra venda ilegal de gás

Entre os presos estão dois policiais militares que teriam recebido propina para não atrapalhar o esquema na zona norte do Rio 

Operação Complexo da Penha

Apreensões foram levadas para Cidade da Polícia

Apreensões foram levadas para Cidade da Polícia

JOSE LUCENA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO/21.11.2018

A Polícia Civil realiza a Operação Butano na zona norte do Rio de Janeiro na manhã desta quarta-feira (21). A ação tem como objetivo cumprir 17 mandados de prisão contra suspeitos de tráfico de drogas e venda ilegal de gás no Morro do Engenho, no Engenho da Rainha, de acordo com informações da 44ª DP (Inhaúma).  

Até as 11h30, a Polícia Civil havia confirmado 13 suspeitos presos. Entre eles estão dois PMs, que teriam recebido propina para não atrapalhar o esquema.

O principal alvo da ação foi capturado em uma casa de luxo no Estado do Pará. Todos serão encaminhados à Cidade da Polícia.

Segundo informações da RecordTV Rio, os investigados impediam concorrentes de vender gás e até circular na região. A quadrilha faturava cerca de R$ 2 milhões por mês com a venda de botijões a R$ 80 cada.

Quadrilha internacional furta mais de 80 celulares em festa no Rio

Os suspeitos respondem pelos crimes de organização criminosa, extorsão e lavagem de dinheiro.

Nas redes sociais, moradores relataram ter ouvido muitos disparos desde cedo na região. Os agentes foram recebidos a tiros na chegada à comunidade e precisaram de reforço para continuar a operação.

Um helicóptero e um blindado dão apoio à ação.

Operação no Caju

Também na zona norte, policiais do COE (Comando de Operações Especiais) fazem uma operação na comunidade do Caju. A PM não informou o motivo da ação na área.

Até as 9h, não havia registro de presos ou apreensões. 

    Access log