Rio de Janeiro Polícia Civil investiga perfil falso que tentou desviar doações destinadas a Petrópolis 

Polícia Civil investiga perfil falso que tentou desviar doações destinadas a Petrópolis 

Delegacia de Repressão a Crimes de Informática instaurou inquérito. Até o momento, tragédia deixou 113 pessoas mortas

  • Rio de Janeiro | Inácio Loyola, do R7*

Polícia Civil vai investigar perfil fake

Polícia Civil vai investigar perfil fake

Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil vai investigar um perfil falso criado em uma rede social supostamente para imitar a conta de uma ONG que tem arrecadado doações para famílias de Petrópolis, na Região Serrana, afetada por um forte temporal que deixou mais 110 mortos.

Os golpistas criaram um perfil com o mesmo nome da ONG e adicionaram o número 1 para confundir os internautas. A conta fake estava cadastrada na rede social como “@sos_serra1”.

A própria ONG denunciou o caso nas redes sociais e fez um alerta: “É importante que compartilhem as informações verdadeiras, cada vez mais, pois cada ajuda é necessária", diz trecho da postagem da conta oficial da ONG SOS Serra.

A DRCI (Delegacia de Repressão a Crimes de Informática) instaurou um inquérito para investigar o caso e identificar a autoria do perfil.

Tragédia em Petrópolis

O temporal que atingiu a cidade de Petrópolis, nesta terça-feira (15), já deixou mais de cem mortos na cidade da Região Serrana do Rio. Até o momento, as autoridades confirmaram que 117 vítimas foram encontradas sem vida.

A DDPA (Delegacia de Descoberta de Paradeiros) recebeu 134 registros de desaparecidos até a última atualização. Os agentes prestam apoio às pessoas que procuram por familiares desaparecidos.

*Estagiário do R7, sob supervisão de Bruna Oliveira

Últimas