Rio de Janeiro Polícia pede informações sobre assaltantes que mataram homem no Méier

Polícia pede informações sobre assaltantes que mataram homem no Méier

André Luiz Monteiro de Almeida, de 54 anos, sofreu latrocínio na última sexta (27), enquanto esperava amiga entrar em casa

  • Rio de Janeiro | Rafaela Oliveira, do R7*

Disque Denúncia divulga cartaz pedindo informações de assaltantes que mataram André Luiz

Disque Denúncia divulga cartaz pedindo informações de assaltantes que mataram André Luiz

Divulgação/ Disque Denúncia RJ

O Disque Denúncia divulgou, nesta segunda-feira (30), um cartaz para pedir informações sobre os assassinos de André Luiz Monteiro de Almeida, de 54 anos, morto durante um assalto no Méier, zona norte do Rio. 

Vítima de latrocínio, o corpo de André foi enterrado no cemitério de Irajá na tarde de ontem. Ele foi baleado no peito na madrugada da última sexta-feira (27), quando deixava uma amiga em casa com a esposa. 

Segundo a companheira da vítima, Jaqueline Braga Rebello, de 55 anos, os assaltantes 'mataram a troco de nada'. "Por um celular. Eles [bandidos] levaram o celular. Para que tirar a vida?", questionou.

Jaqueline teria sido agredida pelos assaltantes, teve o cabelo puxado e foi jogada no chão. Para defender a esposa, André pediu que os criminosos não agissem com violência e, então, foi baleado. Ela presenciou o assassinato

Do outro lado do portão, estava a amiga do casal, Loayse Darcília. Ela disse que André morreu no lugar dela. O casal amigo teria sido cercado enquanto aguardava Loayse entrar em casa, localizada na rua Caetano de Almeida.

A Polícia Civil informou ao R7 que ainda não há novidades quanto à investigação da Delegacia de Homicídios da Capital. No dia do ocorrido, a esposa da vítima chegou a prestar depoimento e descrever características dos bandidos. Os agentes podem montar um retrato falado para identificá-los

André Luiz Monteiro de Almeida era ritimista da Portela. 

*Estagiária do R7, sob supervisão de PH Rosa

Últimas