Polícia prende 4 em operação contra furto de combustíveis no Rio

Investigados são apontados como autores do furo no duto da Transpetro que causou a morte de Ana Cristina, em abril, na cidade de Duque de Caxias

Vazamento causou a morte de menina de 9 anos

Vazamento causou a morte de menina de 9 anos

WILTON JUNIOR/ESTADÃO CONTEÚDO/26.04.2019

A Polícia Civil realiza na manhã desta terça-feira (24) uma operação para cumprir cinco mandados de prisão temporária e nove de busca e apreensão, em Magé, na Baixada Fluminense, em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, em Resende, no sul fluminense, e em Teresópolis, na região serrana. Até o momento, quatro pessoas foram presas na ação.

Os investigados são apontados como responsáveis pela perfuração de um duto da Transpetro, uma subsidiária da Petrobras, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, em abril deste ano. A tentativa de furto causou um enorme vazamento de combustível e a morte de Ana Cristina, de 9 anos, após ficar um mês internada.

Entre os mandados de prisão cumpridos pela DDSD (Delegacia de Defesa dos Serviços Delegados), estão um proprietário de uma rede de postos, responsável por receptar o combustível roubado, e um policial militar.

Este é o terceiro desdobramento da operação Graciosa. Nas duas primeiras fases a Polícia Civil conseguiu prender quatro pessoas envolvidas no crime, além de indiciar o avô e a mãe de Ana Cristina, suspeitos de envolvimento com a quadrilha.

Além da DDSD, a ação tem apoio do 3ª DPJM (Delegacia de Polícia Judiciária Militar), Agência Nacional de Petróleo, Instituto de Pesos e Medidas, MP-RJ (Ministério Público do Rio de Janeiro), Petrobras Transportes S/A e Secretaria de Estado de Fazenda.

Em nota, a Polícia Militar declarou que um aparelho celular do PM foi apreendido e que ele foi encaminhado para o BEP (Batalhão Especial Prisional), em Niterói, na região metropolitana do Rio.

Assista: Polícia aponta participação de mãe e avô de menina morta em vazamento de combustível no RJ

*Estagiário do R7, sob supervisão de PH Rosa