Rio de Janeiro Procurado por 8 homicídios é morto pela polícia em Duque de Caxias 

Procurado por 8 homicídios é morto pela polícia em Duque de Caxias 

Conhecido como Churrasquinho era líder do tráfico local e possuía dois mandados de prisão em aberto

Churrasquinho foi morto pela polícia

Churrasquinho foi morto pela polícia

Reprodução/Record TV Rio

O traficante conhecido como Churrasquinho foi morto por policiais da DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) e da CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais) nesta terça-feira (10), em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Segundo a polícia, ele era um dos líderes do tráfico local e tinha envolvimento em ao menos oito assassinatos.

De acordo com os agentes, o criminoso atirou contra policiais que tentavam capturá-lo no bairro Cangulo. Na troca de tiros, ele acabou sendo morto. Foram apreendidos na ação uma granada, dois rádios transmissores, munições e uma pistola.

Churrasquinho era alvo de dois mandados de prisão pendentes por homicídio qualificado. Além disso, era investigado em outros seis inquéritos que apuravam assassinatos e possuía mais de dez anotações por outros crimes.

Segundo as investigações, os homicídios foram motivados por conflitos entre o tráfico e a milícia, que disputam a região de Vila Urussaí e Saracuruna, em Caxias. Mais de 50 milicianos foram presos na área nos últimos dois anos, o que teria enfraquecido a organização criminosa do local.

O criminoso foi condenado por matar um homem em março de 2017 no Jardim do Trevo, em Queimados, na Baixada Fluminense, e pela execução de um homem em março deste ano, em Saracuruna.

Ele foi apontado pela polícia, ainda, como um dos autores dos assassinatos de um homem e da mãe dele em junho deste ano, também em Saracuruna. As mortes teriam ocorrido na frente dos filhos da vítima.

De acordo com a polícia, o traficante agia de modo semelhante à milícia, extorquindo comerciantes e moradores, tomando casas e expulsando prestadores de serviços de internet e TV a cabo para atuação dos seus associados.

Últimas